Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
06/07/2003 - 19h52

Recuperado do trauma da Libertadores, Santos derrota o Coritiba na Vila Belmiro

da Folha Online

O Santos se recuperou da derrota para o Boca Juniors, na final da Taça Libertadores da América, e venceu por 3 a 1, na noite deste domingo, o Coritiba, na Vila Belmiro. A partida foi válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com a vitória, o atual campeão assumiu a segunda colocação, com 30 pontos, um a menos que o líder Cruzeiro, que foi derrotado no sábado pelo Figueirense. Mas a equipe paulista possui um jogo a menos que os mineiros, uma vez que a partida diante o Atlético-PR foi adiada para o final deste mês devido um jogo da Libertadores da América. Já o Coritiba, que não perdia há sete rodadas (55 dias), segue em quarto colocado, com 27 pontos.

No jogo deste domingo, o técnico do Santos, Emerson Leão, preferiu escalar a equipe sem quatro titulares --Paulo Almeida, Robinho, Diego e Alex (convocados para a seleção brasileira sub-23 que irá disputar a Copa Ouro)--, colocando em seus lugares Alexandre, Nenê, Jerri e Preto, respectivamente.

A partida começo bastante movimentada, com o Santos partindo para cima dos paranaenses, que se defendiam muito bem e assustavam a torcida local com os rápidos contra-ataques.

Mas aos 35min, após pressionar muito o Coritiba, o Santos abriu o marcador. Nenê avançou pela esquerda e cruzou na área. O zagueiro Edinho Baiano e o goleiro Fernando não conseguiram afastar e Jerri só tocou para o gol.

Na segunda etapa, o Santos seguiu impondo o ritmo de jogo e ampliou a vantagem aos 14min. Em uma nova jogada individual pela esquerda, Nenê cruzou forte para dentro da área e Fabiano, sozinho, completou para o gol.

Três minutos depois a equipe paulista chegou ao terceiro gol. Após uma cobrança de falta, o zagueiro Preto aproveitou um rebote do goleiro Fernando e fez. Mas o juiz Wilson de Souza Mendonça se confundiu e anotou o gol para Renato, que estava com o zagueiro no lance.

O Coritiba reagiu e diminuiu a vantagem aos 36min. Tcheco cobrou falta colocada, com força, no canto esquerdo, sem chances para o goleiro Fábio Costa. Mas a reação parou por aí e o Santos chegou a sua nona vitória na competição.

O Santos volta a jogar pelo Brasileiro na quarta-feira, quando enfrentará o Corinthians no clássico paulista. A partida, que será realizada na capital paulista, irá reeditar a final do último Nacional, conquistado pela equipe da Baixada Santista. O Coritiba irá receber o São Paulo, no estádio Couto Pereira, em Curitiba.

SANTOS
Fábio Costa; Reginaldo Araújo (Wellington), Preto, André Luís e Léo; Alexandre, Renato, Fabiano (Daniel) e Jerri; Nenê (Júlio César) e Ricardo Oliveira
Técnico: Emerson Leão

CORITIBA
Fernando; Odvan, Edinho Baiano e Reginaldo Nascimento; Jackson, Williams, Tcheco, Lima (Souza) e Adriano; Edu Sales (Ceará) e Marcel (Marlon)
Técnico: Paulo Bonamigo

Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Juiz: Wilson de Souza Mendonça (Fifa-PE)
Cartões amarelos: Reginaldo Nascimento, Lima, Tcheco (C); Jerri e Alexandre (S)
Cartão vermelho: Willians (C)
Gols: Jerri, aos 36min do primeiro tempo; Fabiano, aos 14min, Alexandre, aos 16min, e Tcheco, aos 36min do segundo tempo.

Especial
  • Campeonato Brasileiro
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página