Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
07/09/2003 - 05h12

Ronaldo completa hoje 10 anos de fama

Publicidade

da Folha de S.Paulo, em Barranquilla

A primeira aparição, a vida pessoal, o maior drama e uma exposição nunca antes vista. Hoje, quando entrar em campo para enfrentar a Colômbia, o atacante Ronaldo, 26, vai completar dez anos de "rede nacional".

Foi em 1993, em um feriado de 7 de setembro, como hoje, que o mais badalado jogador brasileiro dos últimos tempos apareceu na televisão para todo o país pela primeira vez. A estréia na telinha aconteceu em um jogo do Cruzeiro, seu primeiro time como profissional, e o Corinthians.

Antes desse jogo, Ronaldo havia disputado só amistosos e partidas de nível local pelo Cruzeiro.

Descrito pelos narradores de Globo e Bandeirantes, que transmitiram aquele confronto, como uma promessa, o atacante logo virou realidade e soube aproveitar como poucos a tela das TVs.

Com sua cara de bom moço, Ronaldo foi atração onde apareceu. No Brasil, principalmente, nos programas da Globo.

Foi nessa emissora que ele anunciou "oficialmente" seu casamento com Milene Domingues e que também esperava um filho da jogadora. Na Globo, ele também quebrou tabus.

Pouco antes da Copa-2002, ele foi a primeira pessoa a ser entrevistada ao vivo no "Jornal Nacional". Também participou do seriado "Malhação" e do humorístico "Casseta & Planeta".

"O Ronaldo é sempre atração. Um jogador que marcou oito gols em uma Copa do Mundo é garantia de audiência", diz Marcelo Campos Pinto, o diretor-executivo da Globo Esportes.

No exterior, Ronaldo também brilhou. Suas atividades fora dos gramados foram transmitidas com destaque --como quando foi à Bósnia para atividades beneficentes.

"Ele contribui muito. Porque, além de ser uma grande estrela, é moderno. Tem muita estrela que não sabe aproveitar o lado positivo da carreira. Ele é um bom produto", diz J. Hawilla, dono da Traffic, ex-parceira de Ronaldo.

Se soube aproveitar a TV para fortalecer sua carreira, Ronaldo teve o maior drama da sua vida transmitido para todo o planeta. Em 2000, num jogo entre a Inter, time que defendia, e a Lazio, sofreu a mais grave contusão da sua carreira. As câmaras flagraram o exato momento em que o joelho do astro era afetado e seu choro compulsivo no gramado.

Jogando futebol, Ronaldo também é alvo preferencial da TV. Na conquista do penta, após marcar os dois gols na decisão contra a Alemanha e ser substituído perto do final do jogo, praticamente monopolizou as câmaras enquanto chorava na beira do gramado.

Especial
  • Eliminatórias
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página