Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/11/2009 - 10h24

África leva rivalidade Argélia e Egito a campo neutro

Publicidade

da Folha de S.Paulo

Argélia e Egito, que acirraram a rivalidade após o último confronto no Cairo, decidem hoje uma vaga na Copa em partida que será realizada no Sudão.

Os egípcios estão vivos na disputa por causa de um gol aos 51min do segundo tempo, o tento que decretou o 2 a 0 na Argélia no último sábado. Depois desse resultado, aconteceram vários atos violentos de torcedores no Egito, na Argélia e até na França.

A imprensa dois dois países também tem trocado farpas. No Sudão, 15 mil policiais foram chamados para trabalhar na segurança no duelo, que só acontece porque os times ficaram empatados em todos os critérios em seu grupo.

São esperados no Sudão 48 aviões procedentes da Argélia e 18 do Egito com vista ao confronto crucial. Cerca de 2 mil torcedores egípcios devem ir de carro para o Sudão, país que os egípcios tinham sugerido para a Fifa como local de desempate --os argelinos queriam atuar na Tunísia.

O estádio de Omdurman, cidade próxima a Cartum, nas cercanias do Nilo, comporta 41 mil torcedores, mas só 35 mil ingressos foram disponibilizados. Autoridades dos dois países procuraram nas últimas horas baixar a adrenalina do confronto.

A Argélia está fora dos Mundiais desde 1986, enquanto a última participação do Egito foi em 1990.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página