Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/04/2005 - 18h34

Justiça italiana vai reabrir processo sobre a morte de Ayrton Senna

Publicidade

da Folha Online

O Tribunal de Apelações de Bologna, na Itália, decidiu abrir no próximo 11 de maio um novo processo sobre a morte do piloto brasileiro Ayrton Senna, durante o GP de San Marino, em 1º de maio de 1994, no circuito de Imola.

A Suprema Corte italiano invalidara em 14 de janeiro de 2003 o julgamento que absolveu o dono da equipe Williams, Frank Williams, além do chefe da escuderia, Patrick Head, e do projetista Adrian Newey por homicídio involuntário.

Em maio do ano passado, a Suprema Corte revelou que anulação da sentença foi baseada em "erros de procedimento".

Na ocasião da absolvição, o juiz sustentou que a causa da morte do piloto brasileiro havia sido a quebra da barra de direção de seu carro. A ruptura teria sido causada por um defeito de projeção e construção, mas não foi possível estabelecer o culpado. As provas seriam insuficientes e contraditórias.

A alta corte italiana devolveu o processo ao Tribunal de Bologna e questionou uma série de pontos que não esclareceram eventuais responsabilidades dos dirigentes da escuderia Williams no fatal acidente do brasileiro.

Com agências internacionais

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Ayrton Senna
  • Leia mais notícias no especial do Mundial de F-1
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página