Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/03/2001 - 10h01

Comentário: "O Casamento dos Meus Sonhos" é comédia bonitinha

Publicidade

da Reuters, em Los Angeles

"O Casamento dos Meus Sonhos", que entra em cartaz nesta sexta-feira no Brasil, pode ser considerado uma dama de honra bonitinha, mas não chega a ser uma noiva magnífica entre as comédias românticas. A trama começa com um charme considerável, mas perde credibilidade por causa do excesso de elementos ridículos.

Tentando melhorar sua imagem depois da atuação pouco convincente em "A Cela", Jennifer Lopez se mostra muito mais à vontade nessa história ambientada em San Francisco. Lopez revela muito jeito para representar uma mulher que sabe tudo o que é possível saber sobre casamentos e que, embora tenha controle sobre sua vida profissional, vive perdida quando o assunto é sua vida pessoal.

Matthew McConaughey ("Tempo de Matar") nunca esteve tão sexy e charmoso, gerando uma empatia com o público que parece ser muito mais natural para ele do que quando tentava fazer seus personagens anteriores de ação, de modo geral insatisfatórios.

Mary Fiore (Lopez) sempre soube o que queria ser quando crescesse: ela é a planejadora de casamentos por excelência, organizando tudo sobre cerimônias e festas de casamento com a habilidade de uma diretora de TV na Olimpíada.

Um acidente inesperado envolvendo seus escarpins Gucci a leva a cair nos braços de Steve (McConaughey), um pediatra que esbanja charme por todos os poros.

Mary acorda perdidamente apaixonada no dia seguinte, mas precisa colocar mãos à obra para terminar os preparativos do casamento mais importante de sua empresa. Infelizmente ela descobre que o noivo é o mesmo dr. Steve que a salvou no dia anterior.

Desta surpresa começam as reviravoltas da trama.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página