Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/04/2001 - 10h55

"Jornal Hoje", da Globo, chega aos 30 e busca informalidade

Publicidade

CLÁUDIA CROITOR
da Folha de S. Paulo

O "Jornal Hoje", da Globo, chega este mês aos seus 30 anos com a vontade de voltar a ser "informal". O vespertino, que se tornou estritamente noticioso depois que passou a anteceder o "Mais Você", de Ana Maria Braga - que hoje vai ao ar às 8h-, quer se desvencilhar do formato que tem atualmente, com um âncora que apenas apresenta as reportagens.

"Quando o "Mais Você" entrou no ar depois do "Hoje", perdemos quadros fixos voltados, por exemplo, para a dona-de-casa, como o de culinária.

Não vamos necessariamente voltar a ter esses quadros, mas queremos que o jornal seja mais leve, mais informal", diz Carlos Nascimento, apresentador do "Hoje", que tem uma audiência majoritariamente feminina. "O estúdio tem de ser algo mais efervescente, não essa caverna, com o âncora sozinho, como é atualmente. Quero que o "Hoje" tenha mais diálogo, mais gente no estúdio."

De acordo com Amauri Soares, diretor de jornalismo da Globo em São Paulo, as mudanças no jornal, que devem acontecer a partir de agosto, incluem a participação de comentaristas, convidados e até repórteres no estúdio. "Os repórteres poderão vir para comentar suas matérias. Faremos também mudanças no cenário, para termos um ambiente mais propício para a nova cara do jornal. Será um jornal mais parecido com o "Bom Dia Brasil" ou mesmo com o "SPTV"."

Comemoração

Para comemorar seus 30 anos de existência -o noticiário foi ao ar pela primeira vez em 21 de abril de 1971, apresentado por Léo Batista e Luís Jatobá-, o "Hoje" terá, a partir de amanhã, uma série de reportagens que mostrará o que mudou no Brasil e no mundo nesse período. Na sexta, uma reportagem contará a história do telejornal, com entrevistas com ex-apresentadores.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página