Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/09/2001 - 10h01

Apesar do elenco, "As Filhas da Mãe" empaca no Ibope

Publicidade

DANIEL CASTRO
da Folha de S.Paulo

O título -"A Incrível Batalha das Filhas da Mãe no Jardim do Éden"- é gigante. O elenco -Fernanda Montenegro, Tony Ramos, Claudia Raia, Thiago Lacerda, entre outros- é estelar. Mas o ibope é de "Malhação", novelinha que serve como escola para novos atores, que ganham menos de R$ 2.000 por mês.

Há duas semanas no ar, a novela das sete da Globo ainda não emplacou. Seus nove primeiros capítulos registraram média de 31 pontos, cinco a menos do que sua antecessora, "Um Anjo Caiu do Céu", no mesmo intervalo. "Uga Uga", que precedeu "Anjo", deu média de 41 pontos.

A novela, que tem no elenco atores que ganham mais de R$ 50 mil por mês, estreou com 39 pontos, foi caindo e estacionou na casa dos 29. Na última terça-feira, deu a mesma audiência que "Malhação" (29).

Executivos da Globo admitem que o ibope de "As Filhas da Mãe" está abaixo do esperado, mas acreditam que deve subir a partir desta semana.

O problema seria o excesso de personagens e de subtramas. Foram necessárias quase duas semanas para se apresentar as histórias ao público -a personagem de Claudia Raia, por exemplo, só apareceu pela primeira vez há uma semana.

A Globo também atribui a relativa baixa audiência ao racionamento de energia elétrica. Neste ano, o número de televisores ligados caiu em média 5%.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página