Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/12/2001 - 13h48

"Casa dos Artistas" premia Bárbara e Supla e termina com festa

Publicidade

da Folha Online
da Folha de S.Paulo

A atriz Bárbara Paz foi a vencedora de "Casa dos Artistas", o "reality show" do SBT, que acabou ontem. A atriz, que teve de passar 50 dias confinada em uma casa no bairro do Morumbi, em São Paulo, receberá o prêmio de R$ 300 mil. O cantor Supla, filho da prefeita Marta Suplicy e do senador Eduardo Suplicy, ficou em segundo lugar e levará R$ 100 mil. A escolha foi feita pelos telespectadores, por telefone, que foram eliminando os candidatos.

Bárbara e Supla iniciaram um romance no programa, que virou uma das principais atrações do "reality show". O resultado surpreendeu, já que Supla era o preferido nas votações anteriores.

O apresentador Silvio Santos só revelou ontem como seria o sistema de votação. Os telespectadores escolheram, por telefone, os concorrentes que foram eliminados. O primeiro a sair foi Alexandre Frota. Na sequência vieram Patrícia Coelho, Mari Alexandre e Supla.

Além do prêmio em dinheiro, cada finalista foi premiado com um Doblò, novo carro da Fiat, que vale cerca de R$ 25 mil.

Outra surpresa da noite foi a participação de Daniela Freitas, namorada de Alexandre Frota, que entrou no ar para falar com Silvio Santos direto do "Terceiro Tempo", programa de esportes da TV Record. Ela é assistente de palco do apresentador Milton Neves. A conversa, que durou seis minutos, foi transmitida simultaneamente pelas duas emissoras.

O apresentador anunciou que será gravado um CD com 14 músicas, compostas pelos artistas ao longo do programa. Além disso, afirmou que irá lançar três fitas de vídeo com cenas que não foram ao ar na edição diária do SBT.

Festa

O programa terminou com uma festa que reuniu familiares dos cinco finalistas (Supla, Frota, Bárbara Paz, Patrícia Coelho e Mari Alexandre) e os outros candidatos (o programa começou com 12 "famosos"). Entre os convidados estavam Marta e Eduardo Suplicy.

Como parte das comemorações, o senador entregou a Supla um disco de platina pelas 250 mil cópias vendidas do CD independente "O Charada Brasileiro", lançado na primeira semana do programa, com apenas 30 mil cópias, em bancas de jornais.

Enquanto Supla estava na atração, o número cresceu para 100 mil, até que foi fechado um acordo com a Abril Music, para a distribuição de 200 mil cópias em lojas.

A confraternização aconteceu no imóvel onde o programa foi gravado, na rua Antonio Andrada Rebelo, no Morumbi, que foi fechada pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) no final da tarde. Os convidados assistiram à votação em uma área reservada da locação, que é vizinha da casa de Silvio Santos.

Ibope

O programa começou às 20h35 e até as 23h12 venceu a Globo na audiência ao concorrer com o "Fantástico", registrando média de 46 pontos contra 18.

Das 23h12 até 0h12 o programa do SBT concorreu com o "No Limite", quando elevou sua audiência em três pontos ficando com 50 contra 17.

O pico de audiência do programa foi de 55 pontos.

Nova edição

A segunda edição do programa deve entrar no ar no próximo dia 6 de janeiro, com um intervalo de apenas duas semanas da primeira versão.

Hoje será divulgado o plano comercial de "Casa dos Artistas 2". O encontro de publicitários e diretores do SBT deverá ser no imóvel onde o programa é gravado.

A segunda edição da atração também será no mesmo imóvel, anunciou Silvio Santos no ar anteontem, apesar dos protestos de vizinhos e da 'clandestinidade' do estúdio -no local, não pode haver atividades comerciais.

Silvio Santos quer evitar que o público perca o interesse pelo programa. Além disso, a Globo deve estrear também em janeiro a versão nacional de "Big Brother", "original" que "inspirou" "Casa".

Leia mais notícias sobre "Casa dos Artistas"
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página