Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/12/2001 - 17h08

Começa a cerimônia de enterro de Cássia Eller

Publicidade

ANA PAULA GRABOIS
da Folha Online

A cerimõnia do enterro da cantora Cássia Eller, no Rio, começou por volta das 16h30. Familiares e amigos já chegaram. Cerca de 500 pessoas já estão presentes.

O filho da cantora, Francisco, 8, chamado por ela de Chicão, e a companheira Eugênia, estão em Brasília, e não compareceram ao velório nem ao enterro.

As cantoras Adriana Calcanhotto e Sandra de Sá estiveram presentes, nesta tarde, no velório da cantora Cássia Eller. O cantor Luiz Melodia também compareceu.

Antes deles, o titã Nando Reis, amigo da cantora e um dos primeiros a chegar ao velório, precisou ser amparado.

Ao sair da capela "E" do cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona oeste do Rio, Nando Reis sentou no chão e chorou muito.

"Vou sentir muita falta dela. O que faz uma pessoa tornar um grande cantor é pegar pra si as músicas como se fossem suas. eEssa característica explosiva dentro dela é muito rara. Patética é a morte. A intensidade e a qualidade das coisas que a gente fez junto tinha um aspecto genuíno da expressão artística. É difícil a morte", disse o titã, no começo da cerimônia do enterro.

Questionado sobre a perda recente de dois amigos, o companheiro de grupo Marcelo Fromer e a cantora Cássia Eller, Nando apenas lamentou: "Não dá pra traçar paralelo dessas coisas coicidências assombrosas da vida."

Aos 39 anos, a cantora Cássia Eller morreu ontem às 19h05 após sofrer três paradas cardíacas na clínica Santa Maria, no bairro de Laranjeiras, na zona sul do Rio de Janeiro.

Leia mais no especial Cássia Eller
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página