Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/05/2002 - 16h51

Joana Prado diz ter se assustado com tamanho de seu corpo na "Casa"

Publicidade

da Folha Online

Sucesso na pele da personagem "Feiticeira", a modelo e dançarina Joana Prado, 25, disse ter ficado perplexa quando assistiu, pela primeira vez depois de pouco mais de três meses na "Casa dos Artistas", os vídeos gravados por sua família. "Eu fiquei impressionada com o meu tamanho", afirmou. "Eu sou marombeira mesmo."

Divulgação
A modelo e dançarina Joana Prado
Depois de rescindir o contrato que tinha com a Band, emissora que construiu sua personagem, sucesso entre teens do programa "H", Joana começou a malhar "mais pesado" e entrou numa dieta rigorosa. Os comentários de que teria ficado musculosa graças ao uso de anabolizantes deixaram Joana triste, segundo ela própria. "Eu nunca usei e realmente é uma droga, um negócio horroroso."

Muito mais do que o prêmio de R$ 400 mil pago ao vencedor do "reality show", Joana aceitou participar do programa com o intuito de se desvincular da imagem da "Feiticeira".

Leia a seguir os principais trechos da entrevista concedida por Joana Prado à Folha Online, por telefone, na semana passada:

Folha Online - Qual foi a sua reação ao ser convidada para participar da segunda edição da "Casa dos Artistas"?

Joana Prado -
Eu tinha rescindido com a Band e foi muito bacana porque eu acho que em nenhum outro lugar, mesmo que eu tivesse um programa, conseguiria tirar tanto aquela imagem só da "Feiticeira". Acho que lá foi o melhor lugar para eu mostrar quem eu sou mesmo. As pessoas sempre confundiam a Joana e a "Feiticeira". Ali foi o melhor lugar para eu mostrar que a Joana não é igual à "Feiticeira".

Folha Online - Você espera que a sua participação no "reality show" do SBT fosse capaz de desassociar sua imagem da personagem?

Joana -
Era o meu objetivo. Fui com esse intuito. Não sabia se iria alcançar, mas acho que sim... porque ali não tem como a gente interpretar, como ser um personagem. Fui com esse objetivo, mas se eu estava alcançando ou não... Eu também não estava pensando muito nisso; deixei rolar. Estava curtindo tudo, muito intenso.

Folha Online - A associação que o público fazia entre você e a "Feiticeira" lhe incomodava?

Joana -
Não me incomodava porque eu não ligo muito para que os outros pensam ou falam a meu respeito. Nunca liguei muito. Mas foi uma oportunidade de eu desvincular um pouco a minha imagem de "Feiticeira". É óbvio que eu nunca vou conseguir desvincular totalmente, mas as pessoas conseguiram ter uma outra visão de mim.

Folha Online - Mas foi justamente a imagem da "Feiticeira" que a tornou uma pessoa conhecida...

Joana -
Com certeza, por isso que eu falei. Eu sempre vou ser a "Feiticeira" e isso não me incomoda nem um pouco. Só que eu posso ser a "Feiticeira" de "véuzinho" e roupa passando informação e fazendo outras coisas, não só dançando.

Folha Online - Como é ser um símbolo sexual?

Joana -
Eu encaro numa boa, mas também nunca pirei nisso, nunca liguei para isso. Tem uma responsabilidade muito grande. Para mim foi um susto eu ser recorde de vendas da "Playboy". Era um pouco engraçado porque tem mulher que sonha com isso. Sonha posar nua e ser símbolo sexual, e eu nunca sonhei com isso.

Folha Online - Qual é avaliação que você faz de sua participação na "Casa dos Artistas 2"? Como foi conviver com pessoas desconhecidas e saber que estava sendo vista por milhões de pessoas?

Joana -
Teve uma coisa que eu reparei: a perda da liberdade e a restrição do espaço faz com que as pessoas se respeitem mais. Esse foi o maior aprendizado que eu tirei de lá: respeitar a opinião alheia e ser respeitada. Aprendi muito... de não concordar com uma opinião e ficar na minha por respeitar aquela opinião. Foi muito válido porque amadureci bastante, cresci muito.

Folha Online - Logo que o programa começou, o seu corpo e o fato de você estar forte, com a musculatura muito desenvolvida, gerou muitos comentários. Você já assistiu algum vídeo da época? O que achou da sua aparência?

Joana -
Eu me assustei. Eu confesso que... estou vendo agora as fitas, não na ordem, e nas primeiras semanas -é que depois eu dei uma desinchada- eu fiquei impressionada com o meu tamanho. Como eu tinha rescindido com a Band, e gosto muito de malhar, de puxar ferro, comecei a malhar muito mais pesado. Fiz também uma dieta muito rigorosa. Eu não tinha mais a visão do vídeo... no vídeo a gente cresce muito mais. Eu não tinha como me basear para ter noção se eu estava muito grande ou não. Foi um choque muito grande para todo mundo porque eu sai da Band normal, grande, mas não tanto. Daí, quando eu entrei na "Casa", eu estava gigante. No vídeo eu ainda cresci mais uns quatro quilos.

Folha Online - O Silvio Santos citou os comentários que estavam fazendo sobre você, mas não especificou quais eram. Você ficou preocupada?

Joana - Eu fiquei porque sabia que estava grande e que eu ia estar gigante no vídeo. E como as meninas ali da "Casa" eram todas "mignonzinhas", todas menorzinhas, deu muito contraste. Realmente eu estava muito grande.

Folha Online - Seu tamanho chegou a incomodá-la?

Joana -
Não. Eu queria diminuir. Comecei a correr bastante, mas nada que me deixasse mal.

Folha Online - Seu corpo foi assunto por mais de uma semana...

Joana -
Meus amigos e a minha família sofreram pra caramba. Eu só fiquei triste com o lance de uso de anabolizante, que eu nunca fiz e realmente é uma droga, um negócio horroroso. Mas as brincadeiras... eu levei super na boa. Eu ficaria chateada se tivessem falado que eu sou vulgar, que eu só ficava rebolando. Aí eu ficaria chateada. Mas que eu estava muito grande, não tem problema porque eu curto. Eu sou marombeira mesmo.

Folha Online - Então você nunca usou anabolizantes?

Joana -
Nunca. Nem uso nem nunca vou usar.

Folha Online - É só malhação?

Joana -
Malhação e suplemento alimentar. Tomei creatina, glutamina, aminoácido e tenho uma tendência para crescer muito rápido. Se eu malho uma semana, fico definida. Ganho massa magra e perco gordura.

Folha Online - Quantos dias por semana você se exercita?

Joana -
Todos os dias, de segunda a sexta. De domingo é liberado para comer tudo. Faço uma hora de musculação, meia hora de esteira e meia hora de abdominal.

Folha Online -Você tem alguma dieta especial para manter a forma?

Joana -
Hoje em dia eu não estou mais fazendo, mas vou voltar. Faço uma dieta rica em proteínas, verduras, legumes e frutas. Não como nada de carboidrato. Em casa não compro chocolate, não tem fritura e nada com gordura. Mas na "Casa" eu comi de tudo.

Folha Online - Quando tempo antes de entrar na "Casa" você e o Vitor Belfort tinham terminado o namoro?

Joana -
Muito tempo atrás. Fazia mais de um ano.

Folha Online - Você imaginava que o Vitor fosse participar da "Casa"?

Joana -
Eu senti no dia. Na verdade, ele tinha sido chamado, mas não pôde ir porque ia lutar. Mas cancelaram a luta dele porque o concorrente se machucou. Ele viu no SBT se daria para ir, mas já tinham fechado o elenco. Quando o Silvio falou que iriam entrar mais dois convidados, eu pensei nele na hora. Eu falei: "é o Vitor". No mesmo dia eu tinha acordado com uma sensação estranha. Falei para as meninas que alguma coisa ia acontecer. Eu já estava meio que sentindo. Quando ele saiu da "Casa" eu também senti.

Folha Online - Qual foi a sua reação ao vê-lo entrando na "Casa"?

Joana -
Fiquei feliz, mas ao mesmo tempo atordoada. Eu sou muito emotiva, vou pela emoção, não tanto pela razão. Isso mexeu muito comigo lá dentro, mas acho que deu tudo certo. Foi até bacana para nós.

Folha Online - Como é namorar sabendo que está sendo vigiada o tempo inteiro por câmeras?

Joana -
Lá dentro foi muito difícil porque aquilo ali não é realidade. Foi complicado. Expor um relacionamento é muito difícil. Eu nem ligava muito para as câmeras, mas ele se preocupava muito. Eu meio que desencanei total. Me assustei um pouco porque ele me mostrou um lado que eu não conhecia. Da outra vez que a gente namorou ele era super na boa.

Folha Online - Vocês continuam namorando? Quais são os planos para o futuro?

Joana -
Estamos firme e forme. Vamos deixar rolar para ver o que vai acontecer.

Folha Online - Profissionalmente, quais são seus planos para o futuro?

Joana -
Quero fazer um projetinho de um programa de variedades... fazer o que eu gosto e o que eu me identifico hoje em dia. Pode ser um programa semanal, interagindo com o público, chorar junto com o povão, ter um contato muito próximo com todo mundo.

Folha Online - Você já recebeu alguma proposta ou tem algum contrato em vista?

Joana -
Não, nada.

Folha Online - Depois da "Casa", como tem sido seu relacionamento com o público?

Joana - Estou recebendo um carinho diferente. Parece que as pessoas me conhecem muito. Na verdade, me conhecem hoje em dia. Quando eu saio eu paro e converso horas com todo mundo.

Folha Online - Você esperava que o Rafael vencesse o programa? Acho que foi justo?

Joana -
Eu achei que Deus sabe o que faz. Se o Rafa ganhou é porque ele merecia ganhar, e tenho certeza que ele vai usar muito bem essa grana.

Folha Online - Se você tivesse vencido, o que faria com o prêmio?

Joana -
Eu ia quitar o apartamento da minha mãe, ia ajudar o meu pai, que está desempregado, e o resto eu ia aplicar, deixar guardadinho.

  Veja o antes e o depois de Joana Prado

Veja outras entrevistas com outros ex-participantes

Leia mais notícias sobre "Casa dos Artistas"
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página