Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
31/07/2007 - 21h08

Morre em Paris o escritor Isidore Isou, fundador do movimento letrista

Publicidade

da France Presse, em Paris

O escritor francês de origem romena Isidore Isou, 82, fundador do movimento letrista, morreu no sábado (28) em Paris. O anúncio da morte do escritor foi feito nesta terça-feira (31) por sua família.

Divugação
Isidore Isou morreu em Paris aos 82 anos; escritor fundou o movimento letrista na França
Isidore Isou morreu em Paris aos 82 anos; escritor fundou o movimento letrista na França

Nascido no dia 29 de janeiro de 1925 em Botosani, na Romênia, Isidore Isou Goldstein cria o letrismo, um estilo artístico peculiar, ao chegar a Paris, em 1946. A arte logo se espalhou pela Europa. O movimento é conhecido por bater de frente com o surrealismo.

O movimento ganhou força e acabou migrando também para as artes visuais, assim obras experimentais com letras e pinturas se fundiram, criando uma estética singular de rara beleza.

Os letristas identificavam a criatividade como o impulso humano essencial e então a definiram unicamente nos termos da originalidade. Seus interesses foram inicialmente literários e lembravam trabalhos e poesia concreta.

Isou acreditava que ele havia reestruturado todas as estruturas estéticas e sistematizado novamente as ciências da linguagem e dos signos em uma disciplina unívoca que ele chamou de "hipergrafologia".

Além da poesia, o movimento literário aspirou a ser de inovação total. Entre seus companheiros estava o escritor francês Guy Debord.

Isidore Isou é autor de dezenas de obras que abrangem diferentes disciplinas, desde os tratados de filosofia, física e matemática a peças de teatro passando por filmes experimentais.

O autor publicou livros como "La Créatique ou la Novatique", "La Peinture Lettriste" e "Les Lettristes Sont Irrecupérables".

Acompanhe as notícias em seu celular: digite wap.folha.com.br

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página