Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
05/04/2008 - 08h32

Centenário do nascimento de Karajan é comemorado com música

Publicidade

da Folha Online
da Ansa, em Viena

O maestro austríaco Herbert von Karajan completaria cem anos neste sábado e uma programação de exibições em diferentes países, como Áustria, Reino Unido, Suíça e Alemanha celebram a data, de acordo com o site Karajan 2008, produzido pelo Instituto Eliette und Herbert von Karajan.

Nascido em 5 de abril de 1908 na cidade de Salzburgo, capital de Província homônima na Áustria, o maestro teve mais de 50 anos de carreira.

1966/Divulgação
Herbert von Karajan na frente do Golden Hall, em Viena; concertos homenageiam maestro
Herbert von Karajan na frente do Golden Hall, em Viena; concertos homenageiam maestro

Karajan, que morreu em 16 de julho de 1989, aos 81 anos, ficou conhecido por se envolver com o nazismo na juventude.

O ex-chanceler alemão Helmut Schimdt, grande amigo e admirador de Karajan, que disse que o maestro "nunca foi um nazista, era só, como tantos alemães e austríacos de então, um seguidor".

Karajan começou a estudar piano aos 4 anos e sua primeira apresentação em público foi ainda nesta idade. Ele estudou no Conservatório Mozarteum em Salzburgo de 1916 até 1926 e teve como professores Franz Ledwinka, Franz Sauer e Bernhard Paumgartner. Sendo que o último o encorajou a seguir a carreira de maestro, de acordo a gravadora Sony.

Ele continuou seus estudos na Escola de Música de Viena até 1929, mesmo ano em que fez sua estréia como maestro em Salzburgo.

Karajan deixou uma importante marca na música clássica, atuando por anos como maestro da Orquestra Filarmônica de Berlim, da qual se demitiu, e diretor artístico da Ópera Estadual de Viena, de 1957 a 1964, cargo que também deixou por desavenças pessoais.

Como diretor da Ópera em Viena, Karajan trouxe como uma das principais contribuições a colaboração com o Teatro alla Scala, de Milão.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página