Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/09/2000 - 00h54

Audiência da final de "No Limite" é menor que a do penúltimo episódio

Publicidade

da Folha de S. Paulo
da Folha Online

Leia especial
A finalíssima do programa "No Limite", exibida na noite de domingo pela Globo, não foi um estouro de audiência como a emissora esperava.

A vitória da cabeleireira Elaine rendeu à emissora uma audiência de 50 pontos de média e picos de 55 pontos no Ibope. Cada ponto equivale a 80 mil espectadores na Grande São Paulo. Por isso, o programa foi visto por 4 milhões de pessoas.

Na semana passada, a Globo teve o seu maior trunfo de audiência com "No Limite". Com a eliminação de Vânderson e Thiago e a permanência das quatro mulheres -Elaine, Pipa, Andréa e Juliana- na competição, a emissora obteve média de 52 pontos e picos de 56. O programa foi assistido por mais de 4,1 milhões de pessoas.

O fenômeno não foi o mesmo que nos Estados Unidos, quando a final do programa "Survivor", que inspirou "No Limite", rendeu à rede norte-americana de TV CBS uma audiência de 51 milhões de espectadores.

Evolução

Na estréia, em 23 de julho, "No Limite" teve 46 pontos de média e pico de 49 pontos. Começou com uma audiência equivalente ao líder de audiência na Globo, que é a novela "Laços de Família".

O programa manteve a média de audiência: no dia 30 de julho, teve 45 pontos de média e picos de 50. No dia 6 de agosto, registrou média de 43 pontos e picos de 49. Já no dia 13 de agosto, "No Limite" obteve 48 pontos e média e 54 de pico no Ibope.

No dia 20, a audiência foi igual, com 48 de média e 53 de pico. Já no dia 27 de agosto, a audiência sofreu uma pequena queda, registrando 43 pontos de média e 46 de pico.

Vote na enquete:

  • O final de "No Limite" foi justo?


  • Crítica:

  • Final de "No Limite" foi sensacionalista e casual


  • Leia mais:

  • Leia o especial da Folha Online sobre o programa


  •   Veja imagens da comemoração de Elaine

      Veja imagens do programa "No Limite"

    Opinião

  • Amir Labaki: Bem-vindo à TV Tablóide

  • Amir Labaki: Branco, míope e comunista

  • Clóvis Rossi: "Muito além do limite"

  • Vaguinaldo Marinheiro: "Para que 'No Limite'? O mundo está muito além do limite"

  • Nelson de Sá: "Big Brother"

  • Amir Labaki: "'No Limite' é circo do ultracapitalismo"


  • Leia mais notícias de Ilustrada na Folha Online
     

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página