Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/03/2004 - 09h58

Peça "Beijos de Verão" estréia na sexta-feira em São Paulo

Publicidade

GUILHERME WERNECK
da Folha de S.Paulo

São poucas as peças de teatro escritas para o público adolescente. "Confissões de Adolescente", de Domingos Oliveira, é uma das poucas exceções na dramaturgia brasileira, e conseguiu levar ao teatro mais de 1 milhão de espectadores.

Na próxima sexta, entra em cartaz em São Paulo mais uma peça para o público jovem, também escrita por Oliveira. "Beijos de Verão", dirigida por Eduardo Wotzik, conta a história de dois casais de adolescentes com personalidades diferentes que descobrem o amor durante um verão.

Em cartaz no Rio desde setembro do ano passado, a peça será encenada em São Paulo no teatro Antônio Fagundes.

Para interpretar os personagens, foram escolhidos atores bem conhecidos pelos jovens: Fernanda Souza, Gisele Pollicarpo, Edward Boggiss e Léo Fuchs.

Fernanda trabalhou em "Chiquititas" e "Um Só Coração", Gisele foi a Elisa de "Mulheres Apaixonadas" e participou de "Malhação" e Edward teve papéis em "Sandy e Júnior" e "Laços de Família". Fora da TV só mesmo Léo Fuchs, que tem a carreira voltada para o teatro e é um dos produtores da peça.

"Há muito tempo queria fazer uma peça para jovens porque hoje temos boas peças infantis, mas não existe um teatro para o jovem", diz Fuchs, 22. "O Domingos [de Oliveira] tinha escrito os "Contos de Verão" [minissérie da Globo de 1993] e toda a parte jovem não tinha ido ao ar. Chamei o Eduardo e foi feita a adaptação do texto de TV para o teatro. Foi uma loucura, porque o Domingos escrevia enquanto ensaiávamos", conta Fuchs.

Para o diretor Eduardo Wotzik, 44, "Beijos de Verão" é um conto de fadas. "A peça fala sobre descoberta e sobre momentos inesquecíveis. Num verão, quatro jovens descobrem o que a gente demora uma vida para descobrir: a sexualidade, as amizades e o seu parceiro para sempre. Isso é o conto de fadas."

Para criar todas as situações do verão, Wotzik montou um cenário minimalista: apenas duas escadas, que assumem diferentes significados durante a peça. "Detesto o que fazem das minhas coisas no teatro. Mas essa peça teve uma direção muito feliz. Gosto da idéia de ter só duas escadas que viram rio, viram montanha, viram tudo", diz Oliveira, que define a peça como uma "fábula cor-de-rosa muito bem feita".

BEIJOS DE VERÃO
Onde: teatro Antônio Fagundes (av. Brigadeiro Luis Antônio, 844, tel. 0/xx/11/3107-0907)
Quando: sextas-feiras e sábados, às 19h, e domingos, às 17h
Ingresso: R$ 20
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página