Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
05/07/2004 - 14h12

Prêmio Shell de Teatro divulga indicados do 1º semestre em SP

Publicidade

da Folha Online

A peça "Aldeotas", de Gero Camilo, recebeu quatro indicações para a edição paulista do Prêmio Shell de Teatro. A lista de indicados da primeira fase da 17ª edição do evento, que inclui as peças que estrearam no primeiro semestre deste ano, foi divulgada hoje.

"Aldeotas" concorre nas categorias autor e ator (ambas com Gero Camilo), direção (Cristiane Paoli-Quito) e iluminação (Marisa Bentivegna). A montagem "Agreste" obteve três indicações para o prêmio: autor (Newton Moreno), direção (Márcio Aurélio) e ator (João Carlos Andreazza).

Para cada uma das edições do prêmio são divulgadas duas listas de indicados. No segundo semestre deverão ser indicados, no máximo, mais três concorrentes em cada uma das nove categorias.

O júri de São Paulo é formado por Aimar Labaki, Kil Abreu, Maria Lúcia Candeias, Silvana Garcia e Valmir Santos. Os vencedores do Prêmio Shell de Teatro serão conhecidos no início de 2005.

Veja abaixo a lista de indicados do primeiro semestre:

Autor:

- Newton Moreno ("Agreste")

- Gero Camilo ("Aldeotas")

- Maria Adelaide Amaral ("Mademoiselle Chanel")

Direção:

- Márcio Aurélio ("Agreste")

- Cristiane Paoli-Quito ("Aldeotas")

Ator:

- Luís Damasceno ("O Mercador de Veneza")

- Gero Camilo ("Aldeotas")

- João Carlos Andreazza ("Agreste")

Atriz:

- Marília Pêra ("Mademoiselle Chanel")

- Débora Duboc ("A Cabeça")

Cenário:

- André Cortez ("Pagu.Que")

- Gabriel Villela e Márcio Vinícius ("Fausto Zero")

Figurino:

- Gabriel Villela ("Fausto Zero")

- Luciane André ("Pagu.Que")

Iluminação:

- Marisa Bentivegna ("Aldeotas")

- Tadashi Endo ("Shi-Zen 7 Cuias")

Música:

- Tadashi Endo ("Shi-Zen 7 Cuias")

- Daniel Maia ("Fausto Zero")

Categoria especial:

- Grupo Lume, pela constante pesquisa teatral

- Renato Borghi e Élcio Nogueira, pelo projeto e pesquisa de "Borghi em Revista"

- Francisco Medeiros e Argonautas Arquivivos, pelo projeto "Pode entrar que a casa é sua"

Especial
  • Arquivo: veja o que já foi publicado sobre o Prêmio Shell de Teatro
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página