Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/09/2004 - 08h29

Festival de Veneza vê "Eros", mais recente filme de Antonioni

Publicidade

da Folha de S.Paulo

A 61ª edição do Festival de Veneza, que termina hoje, viu ontem a mais recente produção do consagrado diretor italiano Michelangelo Antonioni.
"Eros", um filme composto por três segmentos, tem ainda a direção dos cineastas Steven Soderbergh e Wong Kar-wai. A produção versa sobre erotismo e desejo.

O filme é também uma homenagem a Antonioni, 91, feita pelos dois outro diretores. "Ele é a luz-guia para mim e para os outros cineastas de minha geração", disse Kar-wai ("Amor à Flor da Pele").

O italiano dirige o segmento "The Dangerous Thread of Things", que é descrito como uma meditação sobre a distância entre homens e mulheres.

A história se passa em Toscana (Itália), e é a mais explícita das três histórias. Antonioni, que dirigiu clássicos como "A Aventura", sofreu um derrame cerebral nos anos 80, mas continua trabalhando. "Foi muito excitante trabalhar com todas as pessoas que fizeram este filme.

Obrigada por darem a Michelangelo muitos dias de vida", disse sua mulher Enrica.

Já em "The Hand", outro segmento do filme, o chinês Kar-wai conta a história do amor entre um alfaiate e uma cortesã, interpretada pela atriz Gong Li, num cenário chuvoso e escuro.

Já Soderbergh ("Traffic") dirige o segmento "Equilibrium", uma perversa comédia estrelada por Robert Downey Jr., que faz um publicitário na Nova York dos anos 50 em visita a um psiquiatra. Com crise de criatividade, ele vai revelar seus misteriosos sonhos eróticos para tentar quebrar o bloqueio. "Queria meu nome ao lado de Antonioni em um poster", disse o norte-americano.

Asiáticos

O cinema asiático encerrou, também ontem, o programa de competição do festival.

Foi apresentado o filme "Kohi Jikou" (título traduzido como "A Hora do Café"), do cineasta taiwanês Hou Hsiao-Hsien. A produção é uma reflexão sobre sua própria vida feita por uma escritora japonesa de meia-idade que está prestes a se tornar mãe solteira. A obra de diretor foi recebida com aplausos e entusiasmo.

Entre os favoritos a vencer em diversas categorias estão filmes como "Vera Drake", do britânico Mike Leigh; "Mar Adentro", do espanhol Alejandro Amenábar, e "Le Chiavi di Casa", do italiano Gianni Amelio.

Estereótipos

No festival, Robert De Niro, que dubla um peixe no novo filme da DreamWorks, "Espanta Tubarões", aproveitou para rebater acusações de que suas produções sujam a imagem dos ítalo-americanos. "Os personagens que interpreto são reais", disse o ator.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Antonioni
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página