Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/02/2005 - 13h54

Globo vai exibir versão light de "Laços de Família"

Publicidade

CAMILA MARQUES
da Folha Online

A Rede Globo vai reprisar como próxima atração do programa "Vale a Pena Ver de Novo", exibido de segunda a sexta-feira no horário das 14h30, a novela "Laços de Família", de Manoel Carlos. A produção, porém, será editada e ganhará uma versão mais leve, sem cenas de sexo entre os atores Vera Fischer e Reynaldo Gianecchini, por exemplo.

Em nota enviada à Folha Online, a Central Globo de Comunicação explica tratar-de de um produto "completamente novo". A nota ressalta ainda que o procedimento de editar as chamadas novelas das oito para o período da tarde é um procedimento comum adotado pela emissora.

Para apresentar a versão "light" de "Laços de Família", além de obter a tradicional autorização do Ministério da Justiça (concedida mediante a edição de cenas consideradas pesadas), a Globo assinou também um acordo com o Ministério Público Federal.

Isso porque, no passado, o órgão entrou na Justiça contra a exibição da novela. O processo anda está em andamento e deve ser apreciado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) no próximo mês. Mas como a Globo já assinou acordo com o autor da ação, o STJ não tem como decidir contrariamente à exibição.

A Globo ressalta, ainda, que ação pública foi movida contra a exibição da versão original da trama, e por isso nada tem a ver com o que será transmitido no "Vale a Pena Ver de Novo" a partir do dia 28 de fevereiro.

Sucesso

Quando foi transmitida, a novela "Laços de Família" bateu todos os recordes de audiência do horário ao retratar o triângulo amoroso entre Camila (Carolina Dieckmann), Edu (Reynaldo Gianecchini) e Helena (Vera Fischer), que fazia o papel de mãe de Camila.

O ponto alto da novela se dá quando Helena descobre que Camila tem leucemia e só o transplante de uma medula óssea compatível pode salvar sua vida. Helena, então, revela após anos a verdade sobre o pai da filha (interpretado por José Mayer) e ainda decide ter um bebê com ele, para que a criança seja a doadora de Camila.

Em 2000, a Globo teve problemas com menores de idades que atuavam na trama. A emissora foi questionada pelo Ministério Público sobre a participação de crianças e adolescentes em situações que as expunham em cenas com outros atores envolvendo sexo e violência. Após uma guerra de liminares, cenas foram refeitas e regravadas.

Leia mais
  • Globo entra na Justiça de novo para reprisar "Laços de Família"

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a novela "Laços de Família"
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página