Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/07/2005 - 10h15

"Floribella" aquece mercado fonográfico

Publicidade

MARCELO BARTOLOMEI
Colaboração para a Folha de S.Paulo, do Rio

A trilha sonora da novela infanto-juvenil "Floribella", parceria da produtora argentina RGB com a Band, aqueceu as estatísticas do mercado fonográfico neste mês.

O "fenômeno" --um CD de versões do espanhol para o português cantadas por Juliana Silveira, protagonista do folhetim-- vendeu 55 mil cópias em 45 dias.

"O que nos surpreende é a velocidade das vendas. É um disco que vai vender meio milhão de cópias até o fim do ano porque pega o público infantil", diz José Antonio Éboli, 49, presidente da Universal Music no Brasil, executivo que ajudou a lançar na Sony grupos como Rouge e Br'OZ, ambos criados na televisão.

O CD de "Floribella" (R$ 20) é o quarto na lista de mais vendidos da última semana e mostra um nicho que deve continuar a ser explorado. O segundo disco da gravadora na lista é o de Marjorie Estiano (quinto lugar e 59 mil cópias vendidas), a atriz que saiu em carreira solo a partir de "Malhação". "É uma quebra de tabu, pois outros atores tentaram, sem sucesso, fazer carreira como cantores", diz o executivo.

"América Rodeio", seleção de músicas da novela da Globo lançada pela Som Livre, aparece no terceiro na lista, publicada e auditada pela revista "Sucesso CD".

"Floribella" também é a grande aposta da Band para retornar à dramaturgia. No Ibope, atingiu pico de oito pontos e média de cinco pontos (261,5 mil domicílios na Grande SP) no último dia 11 e obteve crescimento de 46% na audiência entre abril e junho.

A atração rende outros frutos: somente em julho, foram baixados 100 mil "ringtones" da novela em celulares, vendidos 40 mil pares do tênis e mais de 50 mil bonecas da protagonista, o que dá margem à realização de shows com a atriz-cantora (o primeiro será amanhã, na abertura da apresentação do Rouge, no Olympia) e à futura gravação de um DVD ao vivo. A Band confirma a realização de uma segunda temporada, na dúvida ainda se será emendada à primeira, que termina em novembro, ou se ganhará uma folga para recomeçar no próximo ano.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre "Floribela"
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página