Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/08/2005 - 12h56

Robert Moog, inventor do sintetizador, morre aos 71 nos EUA

Publicidade

da Folha Online

Robert Moog, 71, conhecido como o "pai" do sintetizador, morreu em sua casa em Asheville, na Carolina do Norte, no domingo. Moog estava com câncer no cérebro e chegou a fazer radioterapia e quimioterapia, mas não resistiu.

Diversos teclados já foram criados a partir do instrumento que leva seu nome e são usados pela maioria dos artistas do cenário da música mundial, como Pink Floyd, Kraftwerk, Duran Duran e The Black Eyed Peas.

Nascido em 23 de maio de 1934 em Nova York, Moog começou a desenvolver o sintetizador a partir de peças de equipamentos eletrônicos quando adolescente. Após escrever um artigo sobre o instrumento em 1954, abriu uma empresa de montagem e venda de theremins (primeiro instrumento "eletrônico", criado pelo russo Lev Theremin em 1919, cujos tons são controlados por movimentos aéreos das mãos).

Em 1963, ele concluiu o primeiro instrumento eletrônico a ser utilizado em larga escala na música --o sintetizador. Atualmente, modelos digitais já substituíram quase completamente o modelo analógico criado por ele.

Com agências internacionais

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Robert Moog
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página