Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
21/11/2005 - 19h31

Rede TV tira 2º programa de Kléber do ar

Publicidade

da Folha Online

Depois da extinção do vespertino "Tarde Quente", a Rede TV! não apresentará hoje às 23h45 o programa "Eu Vi na TV", o segundo programa do humorista João Kléber na emissora.

O vespertino saiu do ar na semana retrasada, após o canal acatar decisão da Justiça de que a atração era imprópria para o horário, em seu lugar entrou o humorístico "Vila Maluca".

Com a saída da atração noturna da grade de programação na Rede TV!, a situação do humorista João Kléber no canal começa a dar sinais de fraqueza. Especula-se até que o seu contrato não será renovado.

A confusão começou quando o canal descumpriu decisão judicial que previa a exibição de programas educativos produzidos pelo Ministério Público e por ONGs no lugar do "Tarde Quente". O canal teve na semana passada seu sinal bloqueado por 25 horas.

A transmissão só voltou ao normal, após a emissora assinar um termo de ajustamento de conduta visando a formatar os programas de acordo com o que a Justiça entende como adequado.

Com o termo, a emissora também se comprometeu a não exibir mais pegadinhas com ofensas a homossexuais ou qualquer outro grupo. Sendo assim, o "Eu Vi na TV", exibido nas noites de segunda, teve de ser tirado do ar. A assessoria de imprensa da Rede TV! não soube informar se a medida é permanente.

Uma pessoa, que preferiu não se identificar, disse que na hora da edição da atração noturna sobrou pouco material quando foram cortadas as tradicionais pegadinhas e o teste de fidelidade. No lugar do programa, o canal exibirá o "Superpop", que será um pouco mais longo.

Os programas educativos, do Ministério Público e das ONGs, deverão ir ao ar na grade da emissora de 5/12 a 13/01.

Leia mais
  • TV sofre processo ao exibir criança morta

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a Rede TV!
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página