Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/02/2006 - 21h12

Carlos Nascimento deixa Band e fecha com SBT

Publicidade

RICARDO FELTRIN
Editor-chefe da Folha Online e
SÉRGIO RIPARDO
Editor de Ilustrada da Folha Online

O apresentador Carlos Nascimento deixou o "Jornal da Band" (19h25) e vira funcionário do SBT nesta segunda-feira (13). Ele andava descontente com falta de estrutura na Band, como a ausência de uma equipe de correspondentes internacionais, uma desvantagem diante da concorrência (Globo, Record e SBT).

Jefferson Coppola/FI
Ex-Globo, Carlos Nascimento troca agora Band por SBT
Ex-Globo, Carlos Nascimento troca agora Band por SBT
O contrato com o SBT é de quatro anos. Não há ainda detalhes sobre o novo trabalho de Nascimento. O certo é que ele não dividirá bancada com Ana Paula Padrão no "SBT Brasil" (19h45). A emissora de Silvio Santos estuda dar um novo telejornal para Nascimento, na faixa do meio-dia.

Ele começou a trabalhar na Band em abril de 2004, após deixar a Globo. Em nota, a Band confirmou a saída de Nascimento. O SBT não se manifestou ainda oficialmente. Desde 2005, a emissora de Silvio Santos investe forte para montar sua estrutura de telejornalismo. A emissora do bispo Edir Macedo também se mexeu e lançou no fim de janeiro o "Jornal da Record" (20h15), enfrentando a Globo no horário do "Jornal Nacional" (20h15), telejornal mais visto do país.

Segundo a Band, a decisão de terminar o contrato um ano antes de seu final foi tomada por Nascimento e comunicada à direção da Band na última quinta-feira. Ao lado de Joelmir Beting e Mariana Ferrão, o jornalista Ricardo Boechat apresentará o "Jornal da Band" a partir de segunda-feira. Boechat participa do "Jornal da Band" há dois anos, direto do Rio, e substituía habitualmente o apresentador.

A ida de Nascimento para o SBT também tem reflexos na Rádio BandNews. Nesta segunda, Boechat também vai ser âncora da programação da rede BandNews FM a partir das 7h. Antes, ele participava apenas com boletins ao vivo na programação nacional e também apresentando no Rio o programa local (9h a 10h).

Dança das cadeiras

A saída de Nascimento da Band é mais um capítulo na dança das cadeiras no telejornalismo brasileiro, em um ano agitado para a mídia (eleições presidenciais e Copa do Mundo).

No fim de dezembro, a Record havia rescindido contrato com o âncora Boris Casoy, considerado pela emissora como inadequado para a renovação do telejornal, um "clone" do JN.

O "Jornal da Record" passou a ser comandado por Celso Freitas, que divide bancada com Adriana Araújo. Antes ele apresentava o "Domingo Espetacular" ao lado de Lorena Calábria. Para substituí-lo nesse programa, a emissora escalou Paulo Henrique Amorim, que ganhou fama na Globo e já passou por vários canais.

Leia mais
  • Na estréia, "clone do JN" dobra audiência da Record
  • Casal do "JN" volta ao batente com Record no encalço
  • Crítica: Homer Simpson desafia "Jornal Nacional"

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Carlos Nascimento
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página