Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/02/2006 - 19h38

Bando rouba Picasso, Dalí, Monet e Matisse no Rio

Publicidade

da Folha Online, no Rio

Quatro homens armados invadiram o museu da Chácara do Céu, no bairro de Santa Teresa, centro do Rio de Janeiro, e roubaram telas de Salvador Dalí, Pablo Picasso, Claude Monet e Henri Matisse.

Eles obrigaram os seguranças a desligar o circuito interno de TV e prenderam turistas em uma sala.

Os ladrões levaram as obras "Os Dois Balcões", de Dalí, "A Dança", de Picasso, "Marine", de Monet, e "Jardim de Luxemburgo", de Matisse. Além disso, os bandidos quebraram uma vitrine para levar uma edição de "Toros", livro de gravuras de Picasso.

O roubo ocorreu pouco antes de o museu fechar para o feriado de Carnaval. O bairro estava com trânsito parado em razão da passagem do bloco dos Carmelitas, que costuma levar cerca de 10 mil foliões às ruas. Os bandidos aproveitaram a confusão para fugir.

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, já foi informado do roubo. Ele estava em Salvador. Em seguida, telefonou para o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, que acionou a Polícia Federal. As investigações ficarão sob a responsabilidade da Delegacia de Patrimônio e Meio Ambiente.

Nos aeroportos, os postos da PF já foram informados do roubo para evitar que as telas sejam vendidas no exterior.

Segundo a diretora do museu, Vera Alencar, desde a década de 80 não ocorriam roubos no museu da Chácara do Céu. Ela é diretora do museu há dez anos.

Leia mais
  • Telas do século 17 são roubadas de museu peruano
  • Crimes contra arte crescem no mundo

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre roubos de quadros
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página