Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/04/2006 - 12h41

Rapper do grupo D12, de Eminem, é morto a tiros

Publicidade

da Folha Online

O rapper Proof, membro do grupo D12, amigo de Eminem e um dos principais nomes do freestyle (rimas improvisadas) de Detroit, foi assassinado na madrugada desta terça-feira em uma casa noturna em sua cidade. Ele tinha 30 anos.

Reprodução
Rapper morreu em Detroit
Rapper morreu em Detroit
A morte de Proof, cujo nome verdadeiro é Deshaun Holton, foi confirmada pelo relações-públicas da gravadora Interscope, Dennis Dennehy. De acordo com Dennehy, os procedimentos em relação ao funeral estão sendo realizados. "Seus amigos e sua família gostariam de privacidade neste momento difícil", declarou em um comunicado à imprensa.

Em janeiro, o rapper foi padrinho do casamento de Eminem, 33, com Kimberly Mathers, 31 --eles já haviam se casado e se separado uma vez, e esta segunda tentativa de união também fracassou. Proof também aparece no filme "8 Mile - Rua das Ilusões". Curiosamente, a boate em que ele foi morto, chamada CCC, fica na rua Eight Mile.

Segundo a Associated Press, a polícia de Detroit ainda não confirmou oficialmente a morte do rapper, mas declarou que duas pessoas foram atingidas na cabeça por tiros de arma de fogo e uma delas não resistiu. Proof já teria chegado morto ao hospital.

Formado por Bizaare e Proof em 1990, o D12 cresceu à medida que os dois convidavam amigos para entrar na banda, que tem ainda Eminem, Kon Artis, Kuniva e Swifty. Em 2001, eles lançaram o disco de estréia, "Devil's Night". Em 2004, o grupo fez sucesso com a música "My Band", do segundo álbum do grupo, "D12 World". A faixa é cantada por Eminem.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o D12
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página