Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/06/2006 - 13h44

Morte de Bussunda é um "tsunami", diz turma do "Casseta"

Publicidade

da Folha Online

Os colegas do humorista Bussunda estão abalados com a morte dele na Alemanha, vítima de um ataque cardíaco.

Bussunda estava no país acompanhado de Claudio Manuel, Helio de la Peña, Beto Silva e do diretor do programa José Lavigne, que voltam ao Brasil ainda hoje.

Amigo de infância de Bussunda, Claudio Manuel se sente em um "tsunami".

"É difícil falar sobre este momento. Somos amigos de infância, moramos juntos, não consigo me lembrar de nenhum momento sem ele. É uma tsunami. Estou soterrado", disse Manuel.

Helio de la Peña chamou o amigo de "gênio": "Ele era o ponto de equilíbrio do grupo. Não sabemos como vamos ficar sem ele". Beto Silva também lamentou a morte do amigo: "Bussunda era uma pessoa do bem, um gênio, um grande amigo. É uma perda para o Brasil".

Na próxima terça-feira, os colegas de Bussunda vão fazer uma homenagem ao humorista.

Leia mais
  • Bussunda morre aos 43 na Alemanha
  • Análise: Sem Bussunda, "Casseta" revive drama de "Os Trapalhões"

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Bussunda
  • Veja galeria de imagens do humorista Bussunda
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página