Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/06/2006 - 02h11

Veja repercussão sobre a morte do humorista Bussunda

Publicidade

da Folha de S.Paulo

O humorista Cláudio Besserman Vianna, o Bussunda, 43, do programa "Casseta & Planeta Urgente!", morreu neste sábado (17) na cidade de Parsdorf (16 km de Munique), na Alemanha, vítima de um ataque cardíaco. Bussunda estava no país desde o início da Copa acompanhando a seleção brasileira junto de parte da equipe do programa humorístico.

Confira o que colegas e admiradores falaram sobre Bussunda:

MARCELO MADUREIRA (humorista do "Casseta & Planeta"):
"Nós trabalhávamos juntos havia 30 anos. Foi uma perda muito grande, afetiva e pessoal. Não estou conseguindo dimensionar ainda."

HUBERT ARANHA (humorista do "Casseta & Planeta"):
"É uma grande perda. Era a nossa estrela, a cara do grupo. Era naturalmente engraçado, como se fosse um Obelix que tivesse caído num caldeirão de piadas. Ele encarava um lado legal do Brasil, de honestidade e de alegria. Nós, com certeza, faremos uma homenagem no programa de terça."

MARIA PAULA (apresentadora do "Casseta & Planeta"):
"Parece mentira, parece que estamos vivendo um pesadelo, é uma dor que eu não consigo descrever. Ele sempre foi um cara muito bacana. Quero que lembrem dele como um grande humorista, como alguém que trouxe alegria para o Brasil."

ZIRALDO ALVES PINTO (escritor):
"O conheci quando ele era adolescente e esteve no "Pasquim". Era o carioca padrão. Estou triste como se tivesse perdido um sobrinho."

JUCA CHAVES (humorista):
"Ele dava tanta alegria, e as pessoas que dão alegria não poderiam morrer nunca. Quando morre um humorista, o Brasil sempre perde alegria. O humor é a ginástica da inteligência."

ARY TOLEDO (humorista):
"Ele representava a renovação do humor no Brasil, era criativo e muito aceito pelo público. Lamento que tenha morrido prematuramente porque ele ia evoluir muito ainda."

SILVIO DE ABREU (autor de "Belíssima"):
"A sua irreverência, sua graça e seu brilhantismo vão fazer uma falta enorme na nossa televisão tão carente de sagacidade e inteligência. Infelizmente, por mais talentosos que todos os cassetas sejam, e são, ninguém conseguirá criar outra "Baleíssima" [paródia da abertura de "Belíssima'] com o desprendimento e a graça com que Bussunda fez."

GRACE GIANOUKAS (atriz):
"Era um ícone do humor, ajudava o povo brasileiro a rir de si mesmo, a aliviar as agruras. Vai que lá estava meio chato e mandaram chamá-lo? Ele, Oscarito, Grande Otelo e Rogério Cardoso. Olha que beleza..."

EMÍLIO SURITA (do "Pânico"):
"Está todo mundo chateado. Todo mundo do "Pânico" era fã dele, eles são os precursores de todas essa palhaçada e referência para todo mundo que faz humor, desde a época do "TV Pirata". O Bussunda era a cara do Casseta."

MARCELO MANSFIELD (ator):
"Estamos de luto. Acho que perdemos um gênio, uma pessoa que tinha um estilo tão pessoal e brasileiro, que fez tanta gente dar risada."

Leia mais
  • Bussunda morre aos 43 na Alemanha
  • Análise: Sem Bussunda, "Casseta" revive drama de "Os Trapalhões"

    Especial
  • Veja galeria de imagens do humorista Bussunda
  • Leia o que já foi publicado sobre Bussunda
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página