Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/10/2006 - 20h39

Mara Maravilha disputa prêmio em festa do Grammy latino em NY

Publicidade

da Folha Online

A cantora e ex-apresentadora infantil do SBT Mara Maravilha, 38, que chegou a ser apontada nos anos 80 como rival de Xuxa, vai concorrer ao prêmio de melhor álbum de música cristã (em português) na cerimônia do Grammy latino, no próximo dia 2 de novembro, em Nova York.

Divulgação/SBT
Nos anos 80, Mara era apontada como rival de Xuxa na disputa pela audiência dos baixinhos
Nos anos 80, Mara era apontada como rival de Xuxa na disputa pela audiência dos baixinhos
Essa categoria é restrita a artistas brasileiros. Mara disputa com o álbum "Jóia Rara". Também concorrem Aline Barros ("Aline Barros & Cia"), Cristina Mel ("As Canções da Minha Vida 15 Anos - Ao Vivo"), Soraya Moraes ("Promessas") e Robson Nascimento ("Tudo o que Soul").

Neste ano, Mara lançou um novo CD ("Romântica") e fez shows fora do país. Ela foca sua carreira no público gospel, participando de eventos evangélicos.

No fim dos anos 80 e início dos anos 90, Mara conseguiu emplacar sucessos como "Liga pra Mim", "Coração de Papel", "Curumim", "Não Tem Jeito" e "Não Faz Mal" (Tô Carente, Mas Eu Tô Legal).

Com nome de batismo Eliemary Silva da Silveira, a baiana Mara Maravilha nasceu no dia 6 de março de 1968. Nos anos 90, após ensaio de nudez, ela largou o SBT e adotou uma carreira evangélica.

Mesmo longe da TV, Mara manteve sua popularidade, principalmente com a onda de nostalgia com os ícones dos anos 80. No YouTube, o vídeo em que Mara cai da gangorra durante seu programa já foi visto por mais de 24 mil internautas.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Mara Maravilha
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página