Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
12/12/2006 - 17h59

Naomi Campbell escapa de prisão por abuso contra psicóloga

Publicidade

da Ansa, em Londres

A modelo londrina Naomi Campbell, 36, conseguiu se safar da cadeia depois que a procuradoria britânica decidiu não indiciá-la por acusações de abusos e agressão de uma psicóloga que lhe dava assistência no seu tratamento contra a toxicodependência.

A mulher, cuja identidade não foi divulgada por motivos legais, reportou em outubro passado à polícia britânica ter sido agredida em Londres pela modelo.

Naomi disse em uma entrevista à rede Sky News que depois das acusações por agressão, violência e suas repetidas audiências em uma corte de Nova York, "tudo o que espero é poder passar o Natal com minha família em Londres".

"Não costumo falar muito de mim porque não acredito que precise me justificar, mas este foi um ano horrível. (...) Não quero dar atenção a estes fatos negativos e nem viver na negatividade. Quero estar no presente e ser positiva", acrescentou.

A modelo foi acusada tanto em Londres como em Nova York por supostos abusos e agressões contra suas empregadas domésticas e agora também contra a psicóloga que lhe dava suporte no seu tratamento antidrogas.

"Tenho que ter cuidado com quem ando. Começo a preferir não ficar sozinha em uma casa com uma pessoa que não conheço, porque não sei o que estará planejando", continuou.

"Tenho que aprender com meus erros. Já não consumo álcool nem drogas e me sinto bem sobre isso. Sou um ser humano, como todo mundo", concluiu.

Especial
  • Leia tudo o que já foi publicado sobre Naomi Campbell
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página