Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/12/2006 - 00h01

Veja quem saiu do armário em 2006; leia destaques GLS

Publicidade

SÉRGIO RIPARDO
Editor de Ilustrada da Folha Online

Sair ou não sair do armário, eis a questão. Nos EUA, o chamado "outing" virou arma --para o bem e para o mal. Alguns famosos se assumiram em 2006 devido ao cerco da mídia de buchichos, como a revista "People", o blog "Perez Hilton", de Mario Lavandeira, e o site "Canada.com". Houve quem tomasse a iniciativa da auto-afirmação com a retórica de quebrar tabus e incentivar essa atitude --para uns, compensadora; para outros, ainda estigmatizante e prejudicial a seus interesses.

Já alguns políticos patrulharam as posições de seus rivais sobre temas polêmicos como casamento e adoção, com intuito de desqualificar apoiadores do movimento gay. Até o jornal "The New York Times" abordou o assunto, em editorial do último dia 22, criticando a tentativa do senador Sam Brownback de boicotar uma juíza por ela ter apoiado uma cerimônia de um casal lésbico. Apesar das violações, resiste na comunidade a defesa do direito do indivíduo de resguardar sua intimidade.

Em um ano de boa safra de filmes sobre gays como "Segredo de Brokeback Mountain", "Capote", "Transamérica" e "C.R.A.Z.Y", relembre casos de "outing", principalmente nos EUA. No Brasil, não há tradição de tirar famosos do armário.

Plantão médico

Divulgação
Ator T.R. Knight integra elenco da série americana "Grey's Anatomy"
Ator T.R. Knight integra elenco da série americana "Grey's Anatomy"
O ator norte-americano T.R. Knight, 33, que vive o médico George O'Malley no seriado "Grey's Anatomy", passou a evitar a imprensa após ter confirmado à revista "People" os rumores sobre sua homossexualidade. Mas o galã tem se engajado em iniciativas de interesse da comunidade GLBT em Los Angeles, como o projeto de uma ONG de prevenção de suicídios. "Espero que o fato de ser gay não se torne a parte mais interessante sobre mim", disse Knight, na nota em que se assumiu.

Orgulho e nepotismo

Divulgação
Harris fez os filmes "Um Estranho na Família" e "Justiça em Família"
Harris fez os filmes "Um Estranho na Família" e "Justiça em Família"
O ator norte-americano Neil Patrick Harris, 33, saiu do armário ao rebater uma acusação de nepotismo. Ele teria usado sua influência para garantir a seu namorado um papel no seriado "How I Met Your Mother", onde trabalha. Primeiro, a fofoca tinha sido publicada pelo site Canada.com. Ao tomar conhecimento, a "People" pediu um comentário ao artista. Em nota enviada à revista, Harris disse que tinha "orgulho de dizer que era um gay muito satisfeito", mas negou ter mexido os pauzinhos para conseguir o papel para seu colega. Após a repercussão do caso, Harris foi aconselhado por sua empresa de relações públicas a evitar novos comentários sobre o assunto, segundo a revista "The Advocate".

Amigo de Justin

Stefano Rellandini/Reuters
Lance Bass escondeu ser gay, pois não queria prejudicar banda, que era cultuada por garotas
Lance Bass escondeu ser gay, pois não queria prejudicar banda, que era cultuada por garotas
Com seus rostos angelicais, suas roupas apertadas e sua dança sincronizada e provocante, os lolitos das bandas de garotos sempre causaram histeria nas meninas --e nos gays também. Foi assim com Menudo, New Kids On The Block, Backstreet Boys. Com o N'Sync, de Justin Timberlake, não foi diferente. O que não se falava era o lado gay do quinteto: o cantor Lance Bass, 27, se escondia no armário para não prejudicar a popularidade do grupo. Apresentou ainda o namorado, o ator Reichen Lehmkuhl, 32. Quatro meses depois, o namoro acabou, mas há fofocas sobre chance de reatar.

Melhor idade

Stefano Rellandini/Reuters
Cineasta italiano Franco Zeffirelli diz que foi apaixonado por Visconti
Cineasta italiano Franco Zeffirelli diz que foi apaixonado por Visconti
Foi no seu livro autobiográfico que o cineasta italiano Franco Zeffirelli, 83, abriu neste ano sua intimidade para o mundo. O diretor de "Jesus de Nazaré" revelou que sofreu abusos sexuais na infância. Detalhe: o crime foi cometido por um padre da sua escola católica em Florença. Zeffirelli também disse que viveu um "amor atormentado" por Luchino Visconti (1906-1976), diretor de "Morte em Veneza" (1971), sobre a paixão platônica de um homem maduro por um lolito. "Sou homossexual, mas não gay, uma palavra que odeio, que é ofensiva e obscena", escreveu Zeffirelli.

Oriente Médio

Reprodução
Dana Olmert é filha de premiê de Israel
Dana Olmert é filha de premiê de Israel
A realização da parada gay de Jerusalém foi uma das principais batalhas da militância em 2006. O evento foi bombardeado por judeus ortodoxos e pelo Vaticano, que considerou a manifestação uma "ofensa a judeus, muçulmanos e cristãos". Uma das principais defensoras da parada foi Dana, filha do premiê de Israel, Ehud Olmert. Hostil a fotografias, ela ensina literatura em Tel Aviv, onde vive com sua companheira. Devido às preocupações com segurança, a parada ocorreu em estádio.

Lésbicas na Casa Branca

Jim Bourg/Reuters
Grávida, filha de Dick Cheney [à dir.] e a companheira lembram vítimas do 11/09
Grávida, filha de Dick Cheney [à dir.] e a companheira lembram vítimas do 11/09
A gravidez de Mary Cheney, filha lésbica do vice-presidente dos EUA, Dick Cheney, deu visibilidade a um tema espinhoso para os republicanos da Casa Branca. Contrário à união entre pessoas do mesmo sexo, o presidente George W. Bush teve de comentar o caso. "Acho que Mary será uma mãe carinhosa, e estou feliz por ela, disse à "People". Mary Cheney, 37, e sua companheira Heather Poe, 45, vivem juntas há 15 anos. A relação delas já foi explorado por inimigos de Bush e Cheney nos anos anteriores. A gravidez em condições sigilosas foi noticiada pelo infuente "The Washington Post" no dia 6.

Bancada da CNN

Divulgação/CNN
Thomas Roberts é âncora do "Headline News", da CNN
JornalistaThomas Roberts é âncora da CNN na sede, em Atlanta
O âncora da CNN Thomas Roberts, 34, assumiu sua homossexualidade ao palestrar durante a convenção anual da associação de jornalistas gays e lésbicas nos EUA, em setembro. Quem revelou foi um repórter do "Boston Globe", presente no evento, em Miami. O colega de Roberts escreveu que o âncora da CNN estava orgulhoso de ter um parceiro, que participar daquele evento era seu "grande passo" e que o seu processo de sair do armário ocorreu lentamente, nos últimos anos. No canal, ele liderou coberturas como a tragédia com o ônibus espacial Columbia em 2003 e as eleições de 2004. Na CNN, quem se esquiva de comentários sobre o assunto é Anderson Cooper. Procurado pela revista "New York" após a publicação de um artigo pela "Out", Cooper disse que não fala sobre sua vida pessoal.


O prefeito é gay

Divulgação
Christopher Cabaldon é prefeito na Califórnia
Cabaldon é prefeito na Califórnia
Eis o que a equipe de cerimonial de qualquer governo chamaria de uma quebra de protocolo insuperável. Era para ser apenas um jantar oficial em que o líder do executivo falaria apenas sobre os projetos de sua administração. O prefeito de West Sacramento, na Califórnia, Christopher Cabaldon, 41, fez diferente. Diante de uma centena de políticos, ele afirmou ser gay. "Isto é algo que preciso dizer de uma forma direta, e não em um encontro privado com um repórter nem na reunião da câmara de comércio." Cabaldon também informou que sua história seria contada em um programa do canal gay Logo.

É o que tem

Divulgação
Filha da Gretchen expõe homossexualidade e namorada no programa do Leão
Filha da Gretchen expõe homossexualidade e namorada no programa do Leão
Antes uma modelo de ensaios de nudez, apontada como uma sucessora natural da "rainha do rebolado". Agora, uma lésbica de visual masculinizado, superexposta na mídia. Filha da cantora e dançarina Gretchen, Thammy Miranda, 24, passou quase duas horas falando de sua intimidade em um programa de auditório na Band. Disse que nunca se sentia completa em relações heterossexuais. Ela deixou claro que deseja ganhar dinheiro com o mercado gay. Lançou uma revista de ensaios lésbicos e comanda uma boate no interior de SP.


Efeito Ana Carolina

Divulgação
Daniel Peixoto pilota banda Montage, elogiada por críticos de música
Daniel Peixoto pilota banda Montage, elogiada por críticos de música
A coluna de Thiago Ney, que cobre música na Folha, vaticinou no último dia 22: na música brasileira, quem deve crescer bastante em 2007 é o trio cearense Montage, liderado por Daniel Peixoto, que completa 23 anos no próximo dia 5 de janeiro, "mesmo dia de Marilyn Manson", como lembra o vocalista. No final de outubro, Peixoto contou que já namorou homens, viveu um relacionamento com um rapaz durante quatro anos. Mas no arremate da entrevista, a surpresa: "Eu não sou gay, mas também não sou hétero...Se é para rotular, tem de me rotular como bissexual". Ele disse que sua androginia faz sucesso com as mulheres. "Todas, da mais careta a mais moderna. Em geral, elas adoram homens femininos... Em São Paulo, o sonho de toda mulher é casar com um gay."

Túnel do tempo

Arquivo pessoal
Transexual curitibana Maitê Schneider lembra da infância, quando brincava de casar índios
Transexual curitibana Maitê Schneider lembra da infância, quando brincava de casar índios
Maitê Schneider, 34, é a transexual mais famosa de Curitiba (PR). Seu site "Casa da Maitê" ganhou o primeiro prêmio "Nobel Gay da Internet", concedido pelo site Gay.com. Antes da internet comercial, Maitê já freqüentava as redes de discussão do antigo sistema BBS. Diante de sua foto antiga, ela destacou:

A melhor lembrança da infância-- "Na casa da minha avó, na véspera de Natal, abrindo presentes. No dia seguinte, brincávamos uns com os brinquedos dos outros, querendo eternizar este momento especial de alegria."

A brincadeira predileta-- "Era fazer 'café de terra' e, com minha irmã, junto com bolinhos de grama, casar os índios com a cavalaria no forte apache e brincar com as agulhas de costura e botões coloridos de minha avó."

Dicas de sites

"E daí?" é uma interessante página de podcast (áudio na internet) sobre o universo homossexual, criada por Felipe Martins. Tenha paciência para ouvir as entrevistas.

Joe Oppedisano, 39, é fotógrafo em NY, que passou por "W", "Vanity Fair" e "L'Uomo Vogue". Autor do ousado livro "Testosterone", sobre homens brutos, viris e selvagens.

Dicas de vídeos

Boys dão tapa na pantera em clipe. Nada muito diferente do que se flagra no centro das metrópoles. Em outro vídeo, a esquadrilha da fumaça ataca em Amsterdã.

Evite salto alto ou a queda será fatal, deixando você de quatro. É a lição de "American Next Top Model". Miss J. ficou passada com o azar da amapô. Xô, uruca. Feliz 2007.

Leia mais
  • Bambam quer bater recorde de Frota
  • Travestis pedem comida a políticos de SP
  • Globo coloca ex-BBB gay na geladeira
  • Lista revela 10 gays mais poderosos
  • Guia ensina turista gay a usar 8 idiomas

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre destaques GLS
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página