Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/05/2007 - 09h05

Morre Herval Rossano, diretor de "A Escrava Isaura"

Publicidade

da Folha Online

Morreu nesta quarta-feira, aos 72 anos, o diretor de TV Herval Rossano. Ele sofria de problemas cardíacos e morreu enquanto dormia em sua casa, em São Paulo.

Divulgação
Diretor de televisão Herval Rossano acompanhado por sua mulher, Mayara Magri
Diretor de televisão Herval Rossano acompanhado por sua mulher, Mayara Magri
Rossano chegou por voltas das 5h30 ao hospital Beneficência Portuguesa, onde será velado até as 16h desta tarde. Em seguida, o corpo seguirá para o crematório da Vila Alpina, na zona leste da capital. A cerimônia de cremação está marcada para as 17h.

O diretor havia se mudado para a capital paulista, deixando o Rio de Janeiro, para viver com sua mulher, a atriz Mayara Magri.

Carreira

Rossano começou sua carreira como diretor, produzindo o musical "Uma Produção Musical de Herval Rossano".

No Chile, onde viveu por cinco anos, atuou como diretor no Departamento de Televisão da Universidade Católica de Chile.

Retornando ao Rio de Janeiro, foi convidado a atuar na novela "Pigmalião 70". Ainda como ator, participou de "Cuca Legal" e "Fogo Sobre Terra".

Em 1971 foi diretor de programação da TV Tupi. No ano seguinte, foi trabalhar na TV Globo de Belo Horizonte. Em 1973, de volta ao Rio de Janeiro, Rossano era responsável pela programação do canal 12, quando foi convidado para interpretar o papel de um argentino na novela "Carinhoso".

Rossano dedicou sua carreira principalmente à televisão, participando da direção de novelas de época como "A Escrava Isaura" (em suas duas versões, em 1976 e 2004), "Cabocla" (1979), "A Sucessora" (1978), "Maria, Maria" (1978), "A Moreninha" (1975) e "Dona Beija" (1986).

Como diretor da Globo, também esteve à frente dos programas "Você Decide" e "Vídeo Show".

Em 2001, Rossano ficou em casa durante quase oito meses sem poder andar devido a um infarto.

Em meados de 2006, em função de seu estado de saúde, Rossano foi destituído da direção da teledramaturgia do SBT, sendo substituído por David Grimberg. Rossano já usava cadeira de rodas e era diretor do núcleo de teledramaturgia da emissora. Seu mais recente trabalho foi a novela "Cristal".

Nascido em Campos (norte do Rio de Janeiro), o diretor deixa quatro filhos.

Leia mais
  • Erramos: Morre Herval Rossano, diretor de "A Escrava Isaura"
  • De bigodinho, Cauã Reymond vive "mocinho sofredor" em novela
  • Malu Mader critica "monte de jornalistas" às vésperas de volta à TV
  • Elenco das oito encara horário das seis na Globo
  • Globo demonstra interesse em Grazi para novela das seis
  • Cenas clássicas de novelas antigas fazem sucesso na web

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Herval Rossano
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página