Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/12/2000 - 22h00

RETROSPECTIVA: "No Limite" faz de anônimos celebridades

Publicidade

da Folha Online

Não adianta mentir: todo mundo ouviu falar entre agosto e setembro de uma tal de Elaine, da Pipa, da Andréia, do Marcus, do Amendoim, da Juliana, da Ilca, da Ilma, do Jefferson, do Thiaguinho, do Vânderson e do Chico. Eles participaram da primeira edição de "No Limite", um fenômeno da TV brasileria que alavancou a audiência da TV Globo e mudou alguns conceitos sobre a programação.

De lá para cá, só se pensa em fazer "reality show". E isso não é uma tendência brasileira. Vem dos Estados Unidos, que meses antes iniciou a série "Survivor", uma gincana realizada em uma ilha onde os participantes tinham que conciliar técnicas de sobrevivência na selva a resistência física e testes psicológicos.

"No Limite" foi assim também e, como nos EUA, transformou seus participantes em celebridades do dia para a noite.

A cabeleireira Elaine Cristina, vencedora da gincana, ganhou contratos de publicidade e lançou um livro de auto-ajuda. Andréia Baptista, advogada carioca, ganhou inimigos por todo o país e emplacou a capa da revista Playboy de outubro. Os outros participantes também colheram os frutos da superexposição à mídia.

O programa brasileiro aconteceu em uma praia de propriedade particular do Ceará e mostrou, durante mais de dez semanas, a convivência e as intrigas dos participantes. Os 12 participantes passaram um mês isolados na praia, com pouca comida, dormindo num acampamento e tendo que se adequar à infra-estrutura zero do local.

A Globo, calcada no sucesso do primeiro programa, já marcou para janeiro de 2001 a segunda versão de "No Limite" e colocou em sua grade um outro "reality show", o "Sufoco", que tentou alavancar a audiência do "Domingão do Faustão", que perdeu durante 30 domingos consecutivos para o SBT no ibope.

Clique aqui para ler especial sobre "No Limite"

Clique aqui para ver toda a retrospectiva do ano 2000


 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página