Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/12/2000 - 22h00

RETROSPECTIVA: Mega Bienal do Livro faz as pazes com o Rio

Publicidade

da Folha Online

A 16ª Bienal do Livro de São Paulo, que aconteceu de 28 de abril a 06 de maio nos pavilhões do Expo Center Norte, foi grande em números e serviu também para selar a paz com o Rio de Janeiro.

Foram 1.300 lançamentos de livros, 800 expositores, 43 mil metros quadrados de espaço útil, com investimentos de R$ 15 milhões, no total, e 750 tardes de autógrafos.

Reuniu personalidades do mundo literário, autores atuais e artistas pop.

A Bienal também tentou acabar com a inimizade entre São Paulo e Rio na área literária. Agora, em conjunto, ambos os mercados farão seus eventos alternados, mantendo o país com uma bienal a cada ano.

É que antes, após desentendimentos, as organizações do Rio e de São Paulo passaram a fazer eventos na mesma época e no mesmo ano, o que esvaziava um ou outro e prejudicava as vendas.

A Bienal também foi marcada pela revelação do escritor Menalton Braff, do interior de São Paulo, que venceu o Prêmio Jabuti 2000, e tirou o prêmio das mãos de importantes e famosos escritores.

Clique aqui para ler especial sobre a 16ª Bienal do Livro de São Paulo

Clique aqui para ver toda a retrospectiva do ano 2000
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página