Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/01/2001 - 18h47

"Brava Gente Brasileira" estréia no cinema e recria história de Iracema

Publicidade

da Reuters
em São Paulo

O filme "Brava Gente Brasileira", de Lúcia Murat (de "Doces Poderes"), estréia na sexta-feira em circuito nacional.

Bem recebido no Festival de Cinema de Brasília, o filme retrata, de forma sensível, como era o contato entre índios e brancos durante a colonização do Brasil.

A história baseia-se num episódio real, ocorrido em 1778, quando portugueses entraram em conflito com os índios guaicurus na região do Forte Coimbra, no Mato Grosso do Sul.

A trama gira em torno da história de amor de um branco -o cartógrafo Diogo (interpretado pelo ator português Diogo Infante)- e uma índia, a princesa guaicuru Ánote (Luciana Rigueira). Ao salvar Ánote da morte certa, Diogo começa um romance com sua protegida que gera um filho.

O elenco conta ainda com Floriano Peixoto, Busa Ferraz e Leonardo Villar, além de mais de 40 índios kadiwéu.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página