Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/01/2005 - 17h02

TIM lança computador de mão com foco na troca de mensagens eletrônicas

Publicidade

EPAMINONDAS NETO
da Folha Online

A TIM Brasil comercializa a partir de hoje seu mais novo produto para o setor corporativo, denominado BlackBerry, em parceira com a RIM (Research In Motion) e suporte técnico da IBM. A empresa já adquiriu a primeira partida do produto (seis mil unidades), com foco no atendimento às grandes empresas.

Trata-se de um pequeno PDA (computador de mão) em que a principal vantagem é troca de mensagens eletrônicas, inclusive com arquivos atachados nos principais formatos do pacote Office, da Microsoft: Word, Excel e Powerpoint, além do PDF, da Adobe.

Os PDAs distribuídos para um grupo de funcionários ficam conectados a um servidor da empresa, responsável pelo tráfego das mensagens.

"É um aparelho para o usuário em que o e-mail é um ponto crítico do negócio", afirma Mário Cesar Pereira, presidente da TIM Brasil.

A TIM quer combinar a cobertura de sua operação de telefonia móvel com a oferta de serviços voltados para o setor corporativo.

A empresa apresenta como outro diferencial do BlackBerry a possibilidade de desligar a operação "rádio" do aparelho e utilizar os demais recursos do PDA durante um vôo, como por exemplo, a redação de e-mails. Após o pouso, o usuário religa a operação e pode enviar os e-mails redigidos e receber os novos, que ficaram retidos durante a viagem.

"Nossa preocupação foi colocar à disposição do executivo informações que antes ele só tinha disponível no seu escritório", diz Wagner Guedes, diretor de serviços da IBM Brasil, numa referência ao conceito de "mobile office".

O BlackBerry será comercializado em regime de comodato (empréstimo): a empresa adquire uma configuração do serviço, pelo preço mínimo de R$ 4,5 mil, mais uma taxa mensal de R$ 400 por aparelho.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre PDAs
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página