Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
20/03/2007 - 10h59

Dados de cartões de crédito estão à venda na web por R$ 4

Publicidade

da Efe, em Londres

Os dados confidenciais de cartões de crédito e contas bancárias de dezenas de milhares de pessoas estão à venda na internet por até mesmo 1,50 euro (cerca de US$ 2 ou R$ 4), o que permite aos ladrões da rede roubar dinheiro do banco e de contas de crédito, segundo um relatório publicado pelo jornal britânico "The Independent".

O estudo, da empresa de softwares Symantec, assinala que o aumento dos crimes coordenados na internet registrou um crescimento "alarmante" no último meio ano.

Os dados de um cartão de crédito podem ser comprados na internet por 1,50 euro se forem adquiridos em grandes quantidades, enquanto o preço de dados de acesso a uma conta bancária chega a cerca de 225 euros (R$ 621).

Os criminosos também vendem os dados de acesso a computadores pessoais por 5 euros, enquanto os dados completos de uma identidade roubada, com os números de seguridade social e do cartão de crédito incluídos, custa menos de 15 euros.

Uma das técnicas utilizadas pelos delinqüentes para roubar esse tipo de informação é por meio da venda de produtos a preços irrisórios em páginas falsas da web, usadas apenas para recopilar os dados confidenciais.

Um exemplo de "ciberladrão" é o do britânico David Levy, que vendeu artigos inexistentes no valor de 300 mil euros (R$ 828 mil) com identidades falsas de usuários do eBay com bons históricos de vendas pela internet, condição importante para vender produtos nessa plataforma de leilões. Levy, 29, foi condenado a três anos de prisão em novembro de 2005.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre roubo de dados pela internet
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página