Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
20/08/2008 - 09h57

Apple confirma "iPods incendiários" e culpa fabricante de baterias

Publicidade

da Reuters, em Seattle

A Apple informou que baterias de um único fornecedor são as culpadas por acidentes causados pelo iPod nano no Japão. A empresa afirma que o problema afeta a primeira geração desse modelo do tocador, vendidos entre setembro de 2005 e dezembro de 2006.

Josh Reynolds/AP
Japão acusa iPod nano por três incêndios ocorridos no país
Japão acusa iPod nano por três incêndios ocorridos no país

Na terça-feira (19), o governo do Japão afirmou que o superaquecimento de iPods nano foi a causa de três incêndios no país.

Em comunicado, a empresa afirma que "não há registros de ferimentos ou danos materiais, e não há registros de incidentes com qualquer outro iPod nano".

A Apple não informou quem foi a fabricante das baterias com problema. Um órgão japonês especializado em segurança de produtos irá investigar as causas dos incidentes juntamente com a Apple. Os iPods superaqueceram enquanto eram recarregados.

Em um dos casos, o aparelho pegou fogo próximo a papel. Em outro, o aparelho se queimou sobre um tradicional tatame japonês.

Milhões de baterias de íons de lítio produzidas pela Sony para empresas como Apple, Dell, Lenovo e outras fabricantes de computador tiveram de ser retiradas do mercado em 2006 e 2007, após a descoberta de que elas poderiam se incendiar.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página