Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter

Governo Obama

O democrata Barack Obama é o primeiro presidente negro e o 44º da história dos Estados Unidos. Ele sucede o republicano George W. Bush, que deixou a Casa Branca com nível de rejeição recorde depois de se envolver em duas guerras e de viabilizar o início da crise financeira global.


Mais resultados: Anteriores 27 28 29 30 31 32 33 34 35 Próximos
Comentários dos leitores
Luiz Castro (295) 11/06/2009 19h40
Luiz Castro (295) 11/06/2009 19h40
Beato Salú sempre se disse um admirador de Bush, sempre se colocou ao lado dos radicais dessa coluna e mais que sempre apoiou a invasão do Iraque nos seus posts. Eis que de repente eu me deparo com uma pérola de "2 trilhões de dólares..."
A hipocrisia dessa gente nunca tem limites. Se é pra se tocar nesse assunto Salú deveria em primeiro lugar dar crédito ao mentor da façanha, George W. Bush, que inclusive ele admira muito. Sendo pra sugerir a busca por Bin Laden ele chove no molhado, já que todos que tem um mínimo de bom senso nessa coluna já falaram sobre isso, e se o mesmo ainda não sabe Laden se esconde desde sempre no Afeganistão, dessa forma se Bush fosse um mínimo competente não teria deixado os talebans exportarem sua guerra para dentro do Paquistão. Como as intenções republicanas com tudo isso nunca foram claras a conta está ai. Porém ao invés de dizer a "cúpula do país", Salú deveria poder dar nome aos bois (que foram para o brejo...), fica muito mais honesto.
17 opiniões
avalie fechar
Luiz Castro (295) 11/06/2009 14h50
Luiz Castro (295) 11/06/2009 14h50
Se é mesmo verdade que os líderes israelenses permitirão um estado palestino ninguém sabe, já que palavra é uma coisa que essa turma nunca teve, mas só de se tocar nesse assunto já é prova que a posição de Washington com relação ao problema tem dado resultados. Dizer que aceitam um estado palestino o e ao mesmo tempo não proibir os assentamentos é puro jogo, mas como quem manda é Obama, e ele já disse que não aceita que se construa em terra alheia, bibi terá que se virar com seus radicais para não perder o precioso veto na ONU. "Manda quem pode, obedece quem tem juizo...". O certo é que a política da diplomacia tem dado bons frutos pros lados do oriente, e se "Allah" ajudar, algum dirigente mais moderado poderá desbancar o atual presidente iraniano e sua demência. 9 opiniões
avalie fechar
Eduardo Machado (5) 11/06/2009 02h24
Eduardo Machado (5) 11/06/2009 02h24
Os judeus compraram as terras onde hoje é Israel dos proprios palestinos,terras compradas na primeira guerra mundial.Agora que culpa tem eles serem mais inteligentes.O povo palestino sempre viveu de guerra e será sempre assim. 9 opiniões
avalie fechar
Ontem li um artigo aonde mostra os gastos dos EUA na guerra do Iraque e Afeganistão:
Mais de 2 TRILHÕES de dólares americanos.
Se o interesse dos USA era por petróleo, começa a valer sobre eles aquela máxima popular:
" O molho ficou mais caro à mistura "
Meus Deus !!!
Quanto desperdício de vidas, recursos materiais e científicos a troca de nada. Absulutamente NADA !!!
Se o problema era encontrar Bin Laden, não seria mais sensato busca-l0 por intermédio de satélites de leitura do solo do planeta ?
Ou mesmo por uma infiltração de agentes do FBI e CIA naqueles países ?!
O Telescópio Espacial Hubble detecta a diferença entre uma mosca e uma abelha à distância de N.Y. a Jerusalém.
Bem que o mundo inteiro clamou aos EUA não atacarem o Iraque e o Afeganistão, pós 11-09-2001.
Dois anos se passaram e a decisão veio, sendo que todos achavam que seria rápido.
E aí está !
Talvez tenha sido a pior decisão de toda a história dos EUA e o povo americano - do ponto de vista econômico - vai pagar caro por essa loucura da cúpula de seu país.
Os resultados estão aí. Coitado dos brasileiros que se iludiram por uns dólares a mais no bolso.
8 opiniões
avalie fechar
A maioria das sanções que saem da ONU contra as atividades de Israel, é votada por países árabes.
O fato de Israel continuar a construir nas áreas " ocupadas ", ou seja; na Samaria e na Judéia - atual Cisjordânia -, é a resposta que está dando à pressão que vem sofrendo dos EUA e de outros interessados.
Enquanto isso... A Coréia do Norte e o Irã também não estão nem aí para o que todos pensem e lhes impõe.
O Paquistão por sua vez está sendo dilacerado por contínuos atentados terroristas, mas isso que é gravíssimo no atual momento, não faz parte da agenda da ONU, bem como outros e tantos conflitos e flagelos ao redor do mundo.
7 opiniões
avalie fechar
eros alonso (2) 10/06/2009 12h30
eros alonso (2) 10/06/2009 12h30
Esta é a primeira vez que faço comentários neste espaço da Folha. sou jornalista formado há30 anos e acompanho tudo desde que convivi com Paulo Francis, especialista em Política Internacional já falecido.A questão de Israel e dos Palestinos acompanho antes mesmo de me formar na
Faculdade. Israel foi criado artificialmente e nos últimos 50 anos se expandiu ocupando terras da Síria, Gaza e expandido a área do país em mais que o dobro de sua área original. ao mesmo tempo, Israel desobedeceu várias resoluções da Onu e cometeu vários crimes contra Humanidade, criando até mesmo campos de concentração, como o de Ansar, onde muitos palestinos morreram. e reagindo de forma desproporcional contra a população palestina e do Líbano, mantando em bormbardeios milhares de civis.Ao mesmo tempo, o governo de Israel teve acesso a armamento nuclear de forma totalmente ilícita, inclusive com o rapto de um navio, se não me falha a memória, um navio francês carregado de armas atômicas. Quem me disse isso quando era vivo foi Paulo Francis, que dizia que Israel troca dentes de judeus por várias dentaduras inteiras de palestinos, em referência à enorme desproporção militar entre os dois povo. É claro que uma bomba atômica muçulmana era só uma questão de tempo. O Irã será a pedra no sapato de Israel dos EUA ao lado da Coréia do Norte.Estão democratizando a Bomba Atômica. Logo qualquer país a terá.
19 opiniões
avalie fechar
eduardo de souza (635) 10/06/2009 11h45
eduardo de souza (635) 10/06/2009 11h45
Grupo da ONU pede que Israel pare os assentamentos JÁ.
Será que eles irão cumprir desta vez? E se não cumprirem, haverá SANÇÕES contra Israel?
É aí que a casa cai. Israel não esta nem aí com a ONU, tão pouco os EUA também...O curioso é que a ONU nunca aplica sanções neles. "Tem mais coelho nesse mato"
9 opiniões
avalie fechar
Se o problema do Irã é falta de energia, não seria melhor usar os recursos naturais que eles tem em abundância como ventos, sol e combustivel ?!
Energia heólica, solar, a diezel e usinas a gás ?!

Me engana que eu gosto !!!
Que saudades quando Irã era famoso pelos seus lindos tapetes Persas, sua soberba e linda arquitetura, seus matemáticos, cientístas, engenheiros, inventores ...!
Que saudades !!!
Como disse certa vez uma Papa:
Pecamos por sabermos demais, depois que foi inventado a boma atômica o mundo nunca mais foi o mesmo e nem será.
Ai de nós e das vindouras gerações !
13 opiniões
avalie fechar
eduardo de souza (635) 08/06/2009 16h57
eduardo de souza (635) 08/06/2009 16h57
O fato do representante Norte Americano ameçar contra-atacar o Irã caso esse venha a fazer guerra com Israel, faz parte do jogo. Jamais os EUA permitirão que sua base avançada no Oriente Médio seja atacada. O problema é que não estão lidando com qualquer um. O Irã é uma nação muito adiantada em tecnologia e software, possuem programas próprios e uma extença história patriótica. Estão prontos para se defenderem, mesmo não querendo a guerra. Buscam desenvolvimento de autonomia energética para continuarem seu crescimento social e de defesa.
O problema é que também ficarão aptos para o que der e vier. Temos que nos acostumarmos de que a modernidade trouxe a universalização dos conhecimentos, das tecnologias e das informações. Já faz um bom tempo que saimos da éra das cavernas. Ações radicais e infundadas como essas demostrados pelos ataques a Faixa de Gaza, ao Iraque, ao Afeganistão e demais, não representam a vontade e o pensamento do novo humano, mais lúcido, desenvolvido nas tecnologias, mas muito ainda a desejar no que diz respeito ao RESPEITO PELOS OUTROS. Buscar contruir em cima da destruição é intolerável para muitos de nós. Até que ponto podem cutucar alguém sem que esse reaja? Acredito que não muito.
15 opiniões
avalie fechar
" Basear se nas SANTAS ESCRITURAS para justificar o atual estado das coisas não convence mais o mundo. "
...
As Sagradas Escrituras também servem como documento histórico e a atual situação em que se encontram os conflitos do O.M., começaram a 2.500 anos atrás coma queda de Jerusalém. Isso no que se refere ao conflito Israelo-Palestino por questões territoriais.
Há inumeráveis livros extras bíblicos que também corroboram, assim como a arqueologia moderna que tem desvendado e trazido à luz muitos fatos perdidos no passado.
Quem não quis o Estado de Israel e Palestino lado a lado, foram os árabes, então pesam sobre eles os conflitos desses últimos 61 anos lembrando que 850.000 foram expulsos diversos países árabes neste mesmo período.
5 opiniões
avalie fechar
ANIBAL FAGUNDES (43) 08/06/2009 14h30
ANIBAL FAGUNDES (43) 08/06/2009 14h30
Não sou judeu e nem palestino mas bem que o povo de Israel poderia dar um sinal de que não quer ser dono de todo o oriente medio como dizem as profecias que se realizam desde que oSENHOR DEUS DE ISRAEL veja merecimento. Basear se nas SANTAS ESCRITURAS para justificar o atual estado das coisas não convence mais o mundo. Se não der certo façam mais uma guerra afinal não venceram tantas outras. Boa vontade senhores é o primeiro passo. 13 opiniões
avalie fechar
" Si os estados Unidos de America, permitiu Israel de ter
poderio Nuclear, por que Corea do Norte e Iran nao podem ter ????????? "
...
Muito simples a respota.
Basta comparar a Coréia do Norte com a do Sul,a população do Irã com Coreia do Norte, e o padrão de vida dos israelenses e dos americanos.
Saber direcionar recursos para defesa e progresso é coisa de quem nasceu para ser líder.
11 opiniões
avalie fechar
João Carlos Gagliardi (2328) 08/06/2009 11h45
João Carlos Gagliardi (2328) 08/06/2009 11h45
Apesar de pessoalmente não acreditar no Obama, essa insistência dele em querer logo um Estado palestino, é além de justa para com os palestinos muito inteligente.
A única saída para a paz entre árabes e israelenses, é a criação do Estado Palestino.
Obama sabe disso, e está atuando no ponto nevrálgico do impasse, que é a resistência israelense em concordar com uma nação palestina.
Isso esvaziaria o discurso dos radicais islâmicos da região e permitiria, em um segundo momento, até mesmo a intervenção de tropas das ONU para caçar os eventuais dissidentes.
De quebra, tiraria a argumentação do Irã, um país muito mais armado e preparado que a Coréia do Norte, em ajudar aos "oprimidos irmãos palestinos massacrados pelos aliados dos americanos".
Enfim, com o Estado Palestino vigente, os chavões que justificaram tantas atrocidades na região, não seriam mais aceitáveis, sob nenhum ponto de vista.
Agora a palavra, está com Israel...
5 opiniões
avalie fechar
Pedro Egea (8) 08/06/2009 10h24
Pedro Egea (8) 08/06/2009 10h24
Si os estados Unidos de America, permitiu Israel de ter
poderio Nuclear, por que Corea do Norte e Iran nao podem ter ?????????
34 opiniões
avalie fechar
J. R. (1267) 07/06/2009 23h07
J. R. (1267) 07/06/2009 23h07
Ahmadinejad diz que tropas dos EUA não ajudam Paquistão e Afeganistão - É uma pena que o "doutor" de fato não tenha saído de férias como apenas ameaçou rsrs De fato estamos cansados do proselitismo, que de preferencia fosse para uma praia bem longe rsrs Por vezes acaba-se fugindo do foco do debate para dar às moscas pertubadoras, mas enfim faz parte. Ahmadinejad sabe que o Paquistão e Afeganistão sempre foram fontes importantes de mão de obra barata para o Irã, o exército Iraniano possui muitos afegãos e paquistaneses, pagos a soldo de fome; bem como operários dóceis para os piores trabalhos. Não estou aqui querendo dizer que os soldados da Otan estejam no Afeganistão para algo melhor que isso, na verdade não há muita diferença, obviamente é puro interesse, num país pobre e de povo muçulmano, o que dificulta o relacionamento para os U-S-A. Barack Hussein Obama tem um coringa, será que eles caem nessa? Sinceramente, estou duvidando, eles querem ver para crer. 11 opiniões
avalie fechar
eduardo de souza (635) 07/06/2009 15h12
eduardo de souza (635) 07/06/2009 15h12
Povavelmente acontecerá alguma coisa com esse chanceler de Israel. Recordo num passado não muito distante que houve um outro servidor público que foi assassinado pelo seu próprio povo por querer igualdade e paz entre israelitas e Palestinos. A facção ultra-radical, não só de Israel, como também de outros povos é que são os verdadeiros maléficos. Enquanto isso, a imagem que temos é que uma nação inteira é culpada. Tenho aprendido muito ultimamente, uma delas é que não é todo mundo ruim, apenas alguns. 4 opiniões
avalie fechar
mauricio baia (5) 06/06/2009 14h33
mauricio baia (5) 06/06/2009 14h33
A grande ironia do destino consiste no fato de que Israel foi criado, numa decisão multi-lateral, para dar um lar aos judeus, povo tão sofrido e perseguido históricamente, em terras antes já povoadas. Porém, com o desenrolar das guerras e ocupações, a história de Israel passou a contribuir em muito para o aumento exponencial do antissemitismo no mundo! O que Obama falou foi o que o mundo inteiro (excetuando-se grande parte dos judeus e a direita americana) queria ouvir, mas ninguém esperava ouvir isso da boca de um presidente dos EUA, que até antes de ontem era o grande parceiro no genocidio palestino. Parabens Obama!!! Ensine aos israelenses o que eles já deveriam ter aprendido na Torá, ou com o Cristo que eles descreem: é dando que se recebe!!! Devolvam as terras que tomaram do povo palestino e recebam um pouco mais de respeito mundial! Porém como isso é praticamente impossível, vivam com o Karma de estarem sempre em guerra, enquanto o mundo assiste seus atos e os condena! Acredito que grande parte desse problema atual, do Irã e da Coreia do Norte estarem buscando o poderio nuclear, deve-se ao fato dos EUA terem permitido o mesmo a Israel. 10 opiniões
avalie fechar
Luiz Castro (295) 06/06/2009 08h28
Luiz Castro (295) 06/06/2009 08h28
Não satisfeito em interpretar e usar trechos bíblicos para defender suas teses o "doutor da lei de Deus" agora é adicto de se apoderar de frases alheias, tira-las do contexto e desenvolver suas idéias. Sempre está enviando alguém para o Chade, Darfur ou até mesmo para o Uruguai (sic). Como alguém já disse, "na vida nada se cria, tudo se copia", porém o "Doutor" deveria mostrar mais talento e menos verborragia. 21 opiniões
avalie fechar
João Mendonça (110) 06/06/2009 07h46
João Mendonça (110) 06/06/2009 07h46
A continuiade dos assentamentos na Cisjordânia evidenia que o novo governo israelense não pretende contruir uma paz duradoura com os palestinos. Nâo pretende e mais ainda, deseja a ruptura cm qualquer acordo. Se os laços dos EUA com Israel são " inquebrantanveis" tes uma situação de paralisia completa para o futuro de paz. Só a pressão dos EUA pode reverter a situação de agressão de Israel com os palestinos, mas parece que o grau de ação do goveno OBAMA é limitado pel história de amizade com os israelenses. 4 opiniões
avalie fechar
Um coisa eu admiro da Alemanha !
Ela não tentou apagar seu passado vergonhoso, mas deixou a céu aberto e tudo muito bem documentado por eles mesmos, para testemunho das vindouras gerações.
3 opiniões
avalie fechar
Comente esta reportagem Veja todos os comentários (1744)
Termos e condições

Mais resultados: Anteriores 27 28 29 30 31 32 33 34 35 Próximos

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página