Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/11/2001 - 22h50

Caixa-preta confirma que vôo 587 foi atingido por turbulências

Publicidade

da France Presse, em Washington

A análise preliminar de uma das caixas pretas indica que o vôo 587 da American Airlines, que caiu na segunda-feira passada em Nova Iorque, foi sacudido por fortes turbulências laterais antes da começar a cair.

A informação foi divulgada hoje por oficiais do Conselho Nacional de Segurança nos Transportes responsáveis pelas investigações.

Os dados gravados no registro dos instrumentos de vôo são compatível com a hipótese de que o avião tenha sofrido dois abalos por atravessar uma zona turbulenta antes de cair.

Oficiais do Conselho haviam levantado a possibilidade que um Boing 747, da Japan Air Lines, que decolou pouco antes do vôo 587, teria causado a turbulência que motivou o acidente que matou 265 pessoas. O avião da JAL havia decolado cerca de dois minutos antes.

Leia mais no especial Risco no Ar

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página