Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
07/12/2007 - 22h26

Polícia divulga imagens do jovem que matou oito nos EUA em ação

Publicidade

da Folha Online

A polícia da de Omaha (Nebraska) divulgou nesta sexta-feira três imagens de Robert Hawkins, 19, antes e durante o tiroteio que protagonizou em um shopping center da cidade.

O jovem matou na quarta-feira (5) oito pessoas na loja Von Maur do Westroads Mall e depois se suicidou, no que foi um dos tiroteios mais graves ocorridos este ano nos Estados Unidos.

Reuters
Imagem da câmera de vigilância do shopping com Robert Hawkins, autor dos disparos
Imagem da câmera de vigilância do shopping com Robert Hawkins, autor dos disparos

Na primeira das fotografias, captadas pelas câmaras de segurança, é possível ver Hawkins entrando nas instalações do centro, com óculos e um casaco negro.

Seis minutos depois o jovem aparece em uma segunda imagem, chegando ao centro por outra porta decorada com motivos natalinos, com um volume debaixo da jaqueta.

Na terceira e última fotografia, Hawkins aparece disparando com um fuzil AK-47 contra um grupo de pessoas.

As imagens contradizem a primeira versão da polícia de que o jovem carregava um colete e um corte de cabelo de estilo militar.

Hawkins havia passado quatro anos em uma série de centros de tratamento após ameaçar matar sua madrasta, em 2002.

Em agosto de 2006, assistentes sociais, a Justiça e seu pais concordaram que o jovem poderia ser liberado --nove meses antes de fazer 19 anos.

Reuters
Imagem de Robert Hawkins durante os disparos no shopping de Omaha, Nebraska
Imagem de Robert Hawkins durante os disparos no shopping de Omaha, Nebraska

Todd Landry, diretor estadual de serviços à família e à criança, disse que os registros da Corte não apontavam com precisão por que Hawkins foi liberado.

"Na minha opinião, não foi uma falha do sistema em providenciar os serviços apropriados", disse Landry.

Após rever a fita do sistema de segurança do shopping, o bilhete suicida e as últimas conversas com as pessoas próximas a Hawkins, a polícia disse não saber exatamente porque o jovem entrou na loja Von Maur do Westroads Mall e atirou em mais de 12 pessoas. Mas o ataque foi claramente planejado --ele foi ao local em um primeiro momento e voltou alguns minutos depois com uma arma em um casaco, de acordo com as autoridades.

Debora Maruca-Kovac, que aceitou que Hawkins morasse em sua casa por ele não ter outro lugar, disse ao "Omaha World-Herald" que, na noite antes do tiroteio, o jovem mostrou a ela um fuzil semi-automático. Ela disse ter pensado que a arma parecia velha demais para funcionar.

A polícia acredita que ele usou o mesmo fuzil mostrado a Maruca-Kovac, um AK-47, no ataque ao shopping. A polícia diz não ter encontrado relação entre o jovem e os seis funcionários da loja e os dois consumidores que ele matou.

"As vítimas do tiroteio foram escolhidas aleatoriamente", assim como o local do ataque, disse Thomas Warren, chefe da polícia de Omaha.

Tratamento

Em maio de 2002, ele foi enviado a um centro de tratamento de Missouri após ameaçar sua madrasta. Quatro meses depois, uma corte de Nebraska decidiu que os problemas de Hawkins eram sérios e que ele devia ficar sob tutela do Estado.

AP
Robert Hawkins, identificado como o atirador que matou 8 em shopping
Robert Hawkins, identificado como o atirador que matou 8 em shopping

Ele passou por uma série de instituições de Nebraska, de acordo com o progresso que fazia no tratamento.

Sob a lei estadual, disse Landry, o jovem foi libertado quando todos os lados --parentes, cortes e assistentes sociais-- concordaram que já era hora.

Questionado se o Estado deveria ter observado Hawkins após sua liberação, Landry disse: "quando nosso papel termina, tentamos sair".

Cerca de uma hora antes do tiroteio, Hawkins ligou para Marica-Kovac e disse ter escrito uma nota, disse Maruca-Kovac. No bilhete, o jovem dizia "pedir desculpas por tudo" e que não seria mais um peso para sua família. "Agora serei famoso", escreveu.

"Ele falou sobre como amava sua família e todos seus amigos e como lamentava ser um peso para todos durante sua vida inteira, que ele era um pedaço de merda e que agora seria famoso", disse Marica-Kovac à TV CBS.

Drogas e trabalho

Hawkins tinha passagens pela polícia por consumo de álcool e drogas.

O jovem foi preso por consumo de álcool apenas 11 dias antes de abrir fogo no shopping. Ele tinha 19 anos, e o consumo de bebidas alcoólicas nos Estados Unidos é proibido para menores de 21 anos. O jovem era aguardado para uma sessão no tribunal em 15 dias.

Ele havia sido demitido nesta semana de seu emprego na lanchonete McDonald's, e recentemente havia terminado com sua namorada.

Segundo a ex-namorada, que não foi identificada, Hawkins telefonou na quarta-feira dizendo que havia escrito um bilhete, sem dar mais explicações. "Ele disse: agora é tarde demais".

Com Efe

Acompanhe as notícias em seu celular: digite wap.folha.com.br

Comentários dos leitores
ERICO FIGUEIREDO (1) 08/12/2007 15h20
ERICO FIGUEIREDO (1) 08/12/2007 15h20
Cesar Figueiredo, eu moro aqui em USA, e gostaria de te esclarecer, q o atirador nao morava com os pais.E q aqui, qualquer pessoa(menos ilegais)podem comprar uma arma, numa loja como o Walmart e etc. Por isso q esta querendo mudar as leis a respeito disso.Como e costume americano, q quem compreta 18 anos, tem q sair de casa e viver independente.Creio q os pais nao tem culpa nenhuma, nesse caso.A droga e sim uma grande culpada, e com certeza tds pais nao querem isso pra seus filhos, sendo eles tb usuarios ou nao. 6 opiniões
avalie fechar
LINS / SP
Este jovem tinha a mesma mentalidade dos
homens bomba islâmicos; existência vazia e
perturbada, sem nenhuma perspectiva de dias
melhores.
Agora , o maior culpado é o seu pai que facilitou o
o acesso às suas armas !
3 opiniões
avalie fechar
junior santos (1) 08/12/2007 10h43
junior santos (1) 08/12/2007 10h43
VOTUPORANGA / SP
Está e varias reportagens sobre estes ataques de jovens norte americanos a pessoas inocentes, sendo na maioria das vezes o jovem após o ataque se suicída.Esta mostrando para lideres politicos e para o pentágono norte americano, que estes devem tomar atidudes reformando a educação moral destes jovens.Devem esquecer um pouco os outros países, principalmente o Iraque 4 opiniões
avalie fechar
Comente esta reportagem Veja todos os comentários (6)
Termos e condições
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página