Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
08/01/2009 - 09h43

Indonésios invadem restaurante americano em protesto contra Israel

Publicidade

da Efe, em Jacarta

Cerca de 300 pessoas invadiram nesta quinta-feira um restaurante da cadeia americana Kentucky Fried Chicken (KFC) da cidade de Palu, na região central de Celebes, sob a alegação de protestar contra a ofensiva militar israelense na faixa de Gaza, informou a imprensa local.

Antes de entrar no KFC, onde causaram danos materiais, eles queimaram símbolos dos Estados Unidos e de Israel.

Em Semarang, situada na região central da ilha de Java, a polícia indonésia isolou um dos hotéis da cidade para proteger os hóspedes estrangeiros de outro grupo, que xingava e gritava palavras de ordem contra Israel.

Estes protestos seguem os desta quarta-feira (7) na capital Jacarta, onde cerca de cem pessoas pediram ao Egito que abra sua fronteira com Gaza para poder enviar ajuda humanitária e mujahedin (guerreiros islâmicos) aos palestinos contra a ofensiva de Israel, que deixou mais de 700 mortos em 13 dias consecutivos de ofensiva militar contra alvos do movimento islâmico Hamas, na faixa de Gaza.

Este protesto, organizado pelo grupo radical Jemaah Anshorut Tauhid, reuniu cerca de cem pessoas, em frente às representações diplomáticas dos EUA, Egito e Palestina em Jacarta.

Desde que começou a ofensiva israelense, segundo Israel uma resposta aos ataques de foguetes do Hamas, em 27 de dezembro passado, as manifestações de protesto contra Israel ocorrem quase diariamente na Indonésia, país que abriga a comunidade muçulmana mais numerosa do mundo, formada por 90% dos 230 milhões de habitantes.

Os protestos ocorreram também nas Filipinas, Malásia e Tailândia.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página