Pensata

Lúcio Ribeiro

13/01/2006

O que quer que digam de mim...

"Although you're trying not to listen
I bet your eyes are staring at the ground
She makes a subtle proposition
'Sorry, love I'll have to turn you down'"
The Arctic Monkeys, em "When the Sun Goes Down"

"I say don't you know
You say you don't know
I say...
Take me out"
Franz Ferdinand, em "Take Me Out"


"Hello, Braziiil..."
Eu vou bem, e você?

* Entenda uma coisa: o que quer que as pessoas digam de mim, é justamente o que eu não sou.

* U2, agora, é oficial. Agora. E ainda está oficialmente confuso...

* E que mané Stones, U2, Franz Ferdinand, Oasis, Supergrass, Radioh... Ninguém fala do verdadeiro show internacional do ano. No dia 19 de março, no Credicard Hall, tem apresentação do Foreigner. Nome forte do rock megalomaníaco dos anos 70, dá para grosso modo definir a banda como "heavy metal com teclados". Tá bom?

* Vou passar como me contaram. Parece que a Universal, a gravadora do U2, estava tentando forçar a barra para que a banda de abertura do show do Bono no Brasil fosse o Keane (artista da gravadora), não o Franz Ferdinand. Nem acho o Keane ruim, mas a troca seria mais ou menos como pedir profiteroles de sobremesa e o garçom trazer, tipo, uma gelatina.

* O genial LCD Soundsystem confirmou para esta coluna. É mesmo uma atração do próximo Skol Beats, que acontece em São Paulo em maio. E o Echo & The Bunnymen faz três shows em março (São Paulo, Rio e talvez Belo Horizonte). Vem com a turnê do álbum "Siberia".

* Ainda não consegui ouvir, mas pelo que eu tenho lido por aí sobre o disco novo da Fionna Apple ele é tipo uma das melhores obras de todos os tempos. É isso mesmo?

* O seriado "24 Horas" volta neste final de semana nos EUA, na quinta temporada. Por conta disso, esta coluna deve ficar um pouco mais, hã, nervosa nas próximas semanas. Tensa.

* Já a esquisitaça série "Lost" voltou nesta semana. Mas ainda não vi. Está no meio da segunda temporada. Parece que no dia do retorno, quarta passada, quase 50 mil pessoas procuraram o tal episódio em um dos sites de baixar coisas.

* Que o iPod é fashion, isso é notícia velha. Mas esta é boa. A gigante Levi's, a marca de roupa mais legal e roqueira do planeta, está lançando por estes dias a calça-ipod. Um jeans com um compartimento próprio para o aparelhinho e uma plaquinha com comandos no bolso do relógio, tipo um controle remoto.

* Oasis no Brasil, Franz Ferdinand extra em SP, a confusão U2, o CD do Arctic Monkeys, os melhores discos de... 2006, Popload Tour em Belo Horizonte. Vem que tem. É moley ou quer mais?




OASIS NO BRASIL

Mais uma megabanda tem seu show confirmado para o Brasil neste agitado começo de 2006. Esta coluna apurou que o polêmico grupo inglês Oasis se apresenta em março em São Paulo e no Rio de Janeiro. As datas dos dois concertos ainda estão para ser fechadas, mas os dois shows devem ser distribuídos na semana do dia 13.

O Oasis traz à América do Sul a turnê de seu mais recente disco, "Don't Believe the Truth", lançado em maio do ano passado e disponível no Brasil. O CD fechou 2005 vendendo mais de 2 milhões de cópias no ano todo. Foi número um no Reino Unido e foi o álbum britânico mais vendido no Japão. A turnê, sempre com shows lotados, já teve 77 concertos pela Europa, Ásia e Estados Unidos, juntando cerca de 2 milhões de espectadores, além de o Oasis ter sido a atração principal de grandes festivais do verão europeu como o V Festival e o de Benicassim, na Espanha.

Essa contínua adoração pelo Oasis, a banda mais popular nos áureos tempos do britpop em meados dos anos 90, pode fazer o show de São Paulo, no Credicard Hall, ser feito do lado de fora da casa, para caber mais do que as 7 mil pessoas da capacidade interior. A idéia é montar uma arena para 12 mil pessoas no estacionamento em frente à casa de espetáculos. No Rio de Janeiro, o show vai ser no Claro Hall. Ambos pertencem ao grupo CIE, que está bancando a turnê do Oasis pela América Latina e ainda está trazendo o guitarrista Santana para um espetáculo no Pacaembu, dia 17, na mesma semana dos ingleses.

Um terceiro show do Oasis no Brasil, em Porto Alegre, também pode ser confirmado nos próximos dias. E a banda galesa Stereophonics pode acompanhar o Oasis nos shows do Brasil. O grupo Kasabian, destaque do novo rock inglês, também pode seguir a superbanda pela América do Sul. Na Argentina, o Oasis toca no dia 10 de março em Buenos Aires. No dia 12, é a vez de Santiago.

* É a terceira vez que o Oasis toca no Brasil. Em 1998, 12 mil pessoas assistiram ao show da banda dos irmãos Gallagher no Anhembi, em São Paulo. Tocaram no Rio, também. Em 2001, o grupo foi uma das grandes atrações do Rock in Rio.

A banda retoma a estrada no fim deste mês, com shows na Escandinávia. Em fevereiro segue para o sudoeste da Ásia, onde faz show na Tailândia, Cingapura, China e Coréia do Sul, antes de embarcar para a turnê sul-americana. Além dos "famosos" Gallagher, o Oasis conta com Zak Starkey, filho do ex-beatle Ringo Starr. Starkey toca está também na formação atual do lendário The Who, outro nome que deve vir ao país no meio do ano.




A CONFUSÃO DO U2, "VALEU, RONALDO" E FRANZ EXTRA

Finalmente saiu a confirmação oficial dos shows do U2 em São Paulo, com a abertura do fantástico grupo escocês Franz Ferdinand. A princípio as apresentações estão marcada para o dia 20, mas todo mundo sabe que no dia seguinte os shows voltam a acontecer. A "confirmação" deve sair ainda na segunda-feira ou terça, assim que os ingressos para o primeiro dia forem vorazmente consumidos. O próprio Franz Ferdinand confirmou que toca com certeza nas duas datas. E o Pão de Açúcar, um dos patrocinadores da Vertigo Tour, já enfeitou desde quarta-feira suas lojas com cartazes para a "Promoção U2", cujo regulamento extenso e detalhado prevê de modo bem claro shows para os dias 20 e 21.

Lúcio Ribeiro



Ainda a princípio, os ingressos iam ser vendidos neste sábado, mas a produção do evento não conseguiu se organizar a tempo para a operação. O próprio site oficial do U2 deu durante a semana que começava no sábado a venda de entradas. Mas nesta sexta foi divulgado que será na segunda-feira, sob o argumento de "muita gente fazer compras no sábado, o que poderia dar confusão com os compradores de ingressos" (!!!).
Dezenas de e-mails chegaram a esta coluna desaprovando feio a decisão, já que muita gente trabalha na segunda e não conseguiria, assim, nem estar no local de venda, nem plantar-se à frente do computador para tentar a compra on line.

A famosa "hot area", área privilegiada que seria vendida a R$ 1.000 o ingresso, foi abortada. Pelo menos a "hot area" pensada anteriormente. Parece que a banda não gostou nada do preço e da comercialização do espaço, o que teria atrasado a divulgação da turnê e alterado alguns dados que se espalharam extra-oficialmente. De novo, muitas mensagens de fãs foram enviadas para cá, reclamando do valor mínimo do ingresso, R$ 200.

* 73 mil pessoas assistirão U2/Franz Ferdinand, por dia, no Morumbi.

* Quem ajudou a trazer o U2 para o Brasil foi o craque Ronaldo. No embaço do acerto com os agentes da banda, Ronaldo sacou seu celular e ligou direto para o Bono. O cantor do grupo irlandês chamou Ronaldo e os representantes brasileiros para um concerto da banda. E a história do U2 no Brasil, reforçada pelo interesse argentino, começou aí.

* Existe sim a chance de um terceiro show extra do Franz Ferdinand, desta vez solo. E a possibilidade se abre para São Paulo.




ARCTIC MONKEYS - O DISCO (DO ANO?)

* "Whatever People Say I Am, That's What I'm Not" - Arctic Monkeys
O álbum mais escutado do mundo sem nem ainda ter sido lançado (fisicamente lançado), o CD de estréia desta macacada inglesa teen é espetacular, por onde quer que você olhe. É Clash, é reggae, é pop, é Libertines, é Pistols. Representa o que está acontecendo com a música da Inglaterra hoje e ao mesmo tempo cheira ao nobre passado musical inglês. Tem a inquietude juvenil da primeira linha até a última, de suas letras. Para uma determinada camada da população jovem mundial, eles são hoje tão ou mais famosos que o U2. Exagero? Sei não... O mais engraçado de tudo: dá para ouvir Charlie Brown Jr. no Arctic Monkeys. É sério.

Tirando as retumbantes "Fake Tales of San Francisco" e "I Bet You Look Good on the Dancefloor", o disco tem ainda umas outras cinco músicas ótimas. O trio de canções que fecha o CD é de um ritmo inacreditável: "When the Sun Goes Down", "From Ritz to the Rubble" e "A Certain Romance", acho que a minha favorita.

"When the Sun Goes Down" vai ser lançada como single na segunda-feira que vem, dia 16. A música é conhecida de fãs "antigos" da banda como Scummy. Acharam melhor trocar o nome. No melhor estilo Oasis, o Arctic Monkeys é capaz de guardar tesouros como "lado B" de singles. Arrume já "Settle for a Draw", que estará no single de "When The Sun Goes Down". É deliciosa.

No final da resenha sobre o single, no semanário inglês "New Musical Express", o crítico escreveu assim: "Toque 'Whe the Sun Goes Down' colado a 'You're Gonna Lose Us', do Cribs. Daí vá até uma lata de lixo em frente de alguma loja qualquer e dê uma bica nela. Não haverá um tribunal de Justiça na Inglaterra que vá condenar você".
Para ouvir: todas, mas vá de "When the Sun Goes Down".
Quando: sai na Inglaterra dia 23. Aqui no Brasil, em março, chega às lojas pelas mãos da pequena e espertíssima Slag Records, que já lançou "só" o Arcade Fire. Depois as "grandes" reclamam de vendagem...




OS MELHORES ÁLBUNS DE 2006. DESDE JÁ

Pode olhar na data lá em cima. Estamos ainda no meio de janeiro. E, para a música pop contemporânea, 2006 já começou... no ano passado. Tirando fora o já falado álbum do Arctic Monkeys, confira alguns dos discos que vão estar na sua lista de melhores do ano quando este acabar, lá por junho.

* "First Impressions of Earth - Strokes
Faz tempo que não é segredo para ninguém, o terceiro álbum do grupo nova-iorquino é revelado diferente a cada audição. Agora a brincadeira é apontar sua música favorita do CD. Quando ouvi o disco e entrevistei o baterista Fabrizio Moretti, ele me perguntou qual canção eu tinha gostado. Citei umas cinco. Ele: "Mas você não gostou de "Heart in a Cage?" E não é que "Heart in a Cage" é hoje, disparada, "a música mais bacana disparada do CD".
Para ouvir: "Heart in a Cage"
Quando: já lançado em todo planeta, sai no Brasil só no longínquo dia 28 deste mês (!).

* "The Ringleader of the Tormentors" - Morrissey
Gravado em Roma, com um coro de crianças romanas, convidados como Ennio Morricone e com um boato de ter sido parcialmente gravado nas catacumbas, é o álbum "italiano" do ser que já foi líder dos Smiths. Claro, tem as músicas com aqueles nomes do tipo "To Me You Are a Work of Art" e "Dear God Please Help Me".
Para ouvir: O single "You Have Killed Me" chega no comecinho de março. Ou seja, na internet nos próximos dias.
Quando: sai no final de março, EUA e Europa. Aqui, está nas mãos da Sony/BMG. Morrissey começa a excursionar pela Inglaterra em abril. Tim Festival 2006?

* "Sem título" - Radiohead
O novo disco da banda mais cult do mundo será finalizado em fevereiro. Óbvio, é o mais esperado CD do ano. Tem músicas como "Morning Mi Lord" e "Burn the White Witch". "Assombroso", segundo quem ouviu as músicas prontas.
Para ouvir: músicas do disco devem chegar à internet em versões ao vivo em maio, quando a banda volta aos palcos. Enquanto isso, a pedida é ouvir a cover de "Just", antiga do Radiohead, na extracool versão suingada do DJ Mark Ronson. Tem no My Space.
Quando: esperado para junho/julho. Mas, com o Radiohead, nunca se sabe.

* "Sem título" - The Raconteurs
O projeto mais misterioso do rock atual, é uma banda formada pelos guitarristas Jack White (White Stripes) e Brendan Benson. Diferentemente da banda "oficial" de White, esta tem baixo e ele não está sozinho no vocal e na guitarra. Os boatos: "É o novo 'Nevermind'" e "a música 'Steady as She Goes' vai tocar mais no rádio que 'Seven Nation Army'". Uau.
Para ouvir: qualquer hora vaza. Enquanto isso, ouça "The Denial Twist", single novo do White Stripes. Ou ainda veja o excelente e "deformado" clipe da música, dirigido pelo grande diretor francês Michel Gondry.

* "Sem título" - Yeah Yeah Yeahs
Sobre o disco novo da banda nova-iorquina, eles mesmos avisam. Ele não vai se chamar "Coco Beware" e não é um disco temático, sobre o gatinho (não no sentido figurado) da malucaça Karen O. Mas segundo dizem o disco vai ser bem diferente do primeiro, o simpatissíssimo "Fever to Tell", de 2003. Bom, como o lançamento está perto, não é difícil prever que logo, logo vamos saber qual é a do YYYs 2006.
Quando: marcado para sair no final de março.
Para ouvir: procure diariamente "Warriors". Dizem que vaza já. Senão, vai se virando com a versão do White Stripes para a lindona "Maps", do primeiro disco dos Yeahs.

* "Be Your Own Pet", Be Your Own Pet
A segunda banda mais barulhenta do mundo, a turminha teen do Tennessee batizou com o próprio nome seu aguardado disco de estréia, que já já vai estar na mão. Algo entre punk chique e metal podre, o som do BYOP é de uma velocidade impactante. Tudo isso comandando pelos gritos da loirinha fofa Jasmine, muito bem definida, já, como a filha demoníaca do Iggy Pop.

* Semana que bem eu volto com mais discos que vão tocar no seu 2006.




POPLOAD TOUR VAI A BH

Depois de, hã, calorosa passagem por Curitiba, no último sábado, a discotecagem deste colunista atinge Belo Horizonte. O som acontece no Up Bar, neste sábado 14, quando será comemorado o primeiro aniversário do projeto de electro rock Safadezas, comandado pelo DJ Fael. A Safadezas é tradicional festa das quintas-feiras da Up, mas neste sábado tem edição especial. A Up fica no bairro Savassi. Toda a info é encontrada no www.upbarbh.com.br.

* Na próxima quinta-feira, 19, este colunista toca no lounge da marca Ellus, pós-desfile no São Paulo Fashion Week. Na sequência, retoma a residência quinzenal na animadíssima festa rock do clube Vegas, eleito pela Folha o "clube do ano" em São Paulo. O convidado da pista na quinta será o DJ Sérgio Teixeira. No dia 20, a parada é no Studio SP, na festa "A Moda É Rock", quando se apresentam as bandas Wry, Ludovic e Telepatas. Terminados os shows, o Studio SP vira balada, com discotecagens deste aqui e do DJ Mark, um dos comandantes do nobre programa Studio 11 (Franca, SP).

* As próximas paragens marcadas da Popload Tour são nas reincidentes Recife (dia 30, uma segunda, em um evento têxtil) e Curitiba (festa dia 4, com show do Cansei de Ser Sexy e E.S.S.). Em tratativas: Cuiabá, Brasília, Natal.




COMO ASSIM?

1. O rock era fã do escritor "marginal" JT Leroy, mas foi revelado nesta semana que o cara que se apresentava como JT Leroy na verdade era uma mina. Mulher. E que ninguém sabe quem realmente escreve os livros. O escritor(a) até veio em evento literário brasileiro.

2. Estréia um filme lindo sobre o amor quase impossível. A busca para alcançar tal sentimento lindo, as disputas, o sexo. No papel principal, pinguins. O documentário "A Marcha dos Pinguins", no gênero o segundo filme mais visto nos EUA, conta a longa caminhada da esquisita ave para procriar.

3. Justin é um garoto muito tímido, deslocado. Normal para quem tem 17 anos. O que não é muito normal é que o menino, para se refugir das inseguranças teens, tem a mania de... chupar o dedo polegar. O famoso "Thumbsucker", aqui "Impulsividade", é divertido e melancólico ao mesmo tempo. Também é estréia da semana.

4. Aí vem o laureado diretor chinês Ang Lee, famoso por filmes como "O Tigre e o Dragão", e faz uma fita poética, épica. A poesia no caso é usada para narrar o proibido amor de dois caubóis do Wyoming, no que deve ser o primeiro "western gay" da história. Os caubóis são Heath Ledger e Jack Gyllenhaal. O termo "Terra de Marlboro" acaba de sofrer um abalo considerável. Estréia ainda em janeiro.




O MAPA DO ROCK NO BRASIL

A série que vai, hum, mapear a movimentação da música jovem neste país teve que ser adiada, por motivos nobres. Começa ainda em janeiro. Fortaleza é a primeira.




LIVRO PARA OUVIR

A editora Conrad acaba de lançar o livro "A Última Transmissão", do jornalista Greil Marcus. A obra é o segundo volume da "Coleção Iê Iê Iê", série de literatura rock que estreou com "Reações Psicóticas", de autoria de Lester Bangs. Marcus foi o primeiro editor de críticas musicais da revista "Rolling Stone" (final dos 60) e ainda hoje colabora com a revista.

"A Última Transmissão" explica o surgimento e a falência do punk rock e lança um olhar diferente sobre nomes como Bruce Springsteen, Joy Division e Sonic Youth. Na apresentação do livro, tem uma frase de Matt Groening, criador dos Simpsons, que é assim: "Greil Marcus é o único escritor em quem eu confiaria para explicar o que significou toda aquela coisa extraordinária, cheia de gritaria horrível e cuspideira nojenta chamada punk music".




PROMOÇÃO DA SEMANA

Ainda seguindo a política de que "dois é bom", esta coluna põe a sorteio o espertíssimo DVD da banda inglesa Kaiser Chiefs, recém-lançado no país. Tem os vídeos e 90 minutos de som ao vivo de uma das principais revelações britânicas deste século.

Outro "produto" que vai a sorteio é o CD "2005", com uma seleção de músicas das melhores bandas do ano passado segundo a revista "Uncut". Tem de Franz Ferdinand a Arcade Fire. De Antony & the Johnsons a Devendra Banhart.

O esqueminha é aquele: emails pedintes ao lucio@uol.com.br




RESULTADO DA PROMO

* uma camiseta preta do Franz Ferdinand, tamanho M.
Marcelo T. Silvino, Campinas, SP

* um DVD "Cool Britannia 2", do programa do Jools Holland
Daniel "Gallagher", Recife, PE




TCHAU

Vou aí.
Lúcio Ribeiro, 41, é colunista da Folha especializado em música pop e cinema. Também é DJ, edita a revista "Capricho" e tem uma coluna na "Bizz". Escreve para a Folha Online às quartas.

E-mail: lucio@uol.com.br

Leia as colunas anteriores

//-->

FolhaShop

Digite produto
ou marca