Reuters
27/12/2001 - 16h26

Frase "Num buraco vivia um hobbit" deu início a "O Senhor dos Anéis"

da Reuters

Um dos livros mais famosos e lidos de todos os tempos, a trilogia "O Senhor dos Anéis", foi escrita pelo inglês John Ronald Reuel Tolkien, mais conhecido como J.R.R. Tolkien (1892-1973), e teve início com uma frase.

Tolkien era um professor de literatura e linguista, que compôs sua obra máxima em plena Segunda Guerra Mundial. A publicação aconteceu entre 1954 e 1955 e, desde então, os três volumes venderam mais de 100 milhões de exemplares.

A origem desta fascinante literatura fantástica surgiu por acaso, em algum momento dos anos 1930. Tolkien entediava-se corrigindo provas de seus alunos em Oxford quando anotou numa folha de papel a frase: "Num buraco na terra vivia um hobbit".

A exótica sentença acabou sendo o pontapé inicial de "O Hobbit", livro publicado em 1937 em que Tolkien criava o continente da Terra-média e colocava em movimento a saga das pequenas criaturas, os hobbits - de menos de 1,50 metro, que viviam em tocas e adoravam comer muito.

Estimulado pelo sucesso de "O Hobbit" é que o escritor acabou desenvolvendo a trilogia "O Senhor dos Anéis" que, nos anos 1960, tornou-se uma verdadeira bíblia para os hippies - fato que muito incomodava Tolkien, que considerava sua obra religiosa e católica.

Entretanto, não há como negar que o escritor tinha algo em comum com os hippies. Avesso à modernidade e à tecnologia, ele não possuía nem mesmo um aparelho de TV ou máquina de lavar roupas. E, para o autor como para muitos de seus leitores, a Terra-média representava um mundo natural e mítico.
 

FolhaShop

Digite produto
ou marca