Reuters
24/10/2002 - 12h39

"Escolhemos morrer aqui em Moscou", diz rebelde tchetchena

da Reuters, em Dubai

A TV Al Jazeera exibiu hoje imagens de rebeldes tchetchenos se dizendo prontos para morrer pela independência de sua terra e para tirar a vida de reféns "infiéis" presos em um teatro de Moscou.

A TV mostrou uma fita do que classificou como uma rebelde afirmando: "Não faz diferença para nós onde morremos e escolhemos morrer aqui em Moscou e levaremos conosco as almas dos infiéis".

Reuters
Reprodução de imagem da TV Al Jazeera, do Qatar, mostra tchetcheno escrevendo mensagem em laptop, ao lado do Al Corão (livro sagrado do islamismo)


Ela era uma das cinco mulheres cobertas por véus e em pé na frente de uma faixa com as palavras "Deus é ótimo" escritas em árabe.

Seus comentários foram traduzidos para o árabe.

Além disso, a TV mostrou uma outra fita na qual, segundo ela, um rebelde está sentado em frente a um laptop com o livro sagrado dos muçulmanos, o Alcorão, a seu lado.

"Cada um de nós está pronto para se sacrificar para Deus e pela independência da Tchetchênia. Buscamos a morte mais do que vocês buscam a vida", disse o homem, vestido de preto.

Ontem, rebeldes fizeram centenas de pessoas em um teatro de Moscou como reféns, em um ataque que se acredita ser conduzido por guerrilhas separatistas tchetchenas. Os rebeldes ameaçaram balear os reféns ou explodir o prédio, a menos que a Rússia retire suas tropas da Tchetchênia.

"Viemos à capital russa para acabar com a guerra ou morrer por Deus", disse o rebelde no vídeo, acrescentando que pertencia a uma brigada de sabotagem e reconhecimento militar na Tchetchênia.

  Veja galeria de fotos da ação do comando tchetcheno em Moscou

Leia mais:
  •  Entenda o conflito da Tchetchênia

  •  Saiba mais sobre a luta dos tchetchenos pela independência

  •  "Escolhemos morrer aqui em Moscou", diz rebelde tchetchena

  •  Explosões são ouvidas na região do teatro tomado por terroristas

  •  Tchetchenos matam um dos 700 reféns presos em teatro na Rússia

  •  Anistia Internacional pede que comando tchetcheno liberte reféns

  •  Comando que matém reféns na Rússia tem 50 membros; 25 são mulheres

  •  Em 1995, tchetchenos invadiram hospital russo e mais de 120 morreram

  •  Tomada de reféns por tchetchenos faz Putin cancelar viagem ao México

  •  Captura de reféns foi preparada fora do país, diz Putin



  •  

    FolhaShop

    Digite produto
    ou marca