Folha Online sinapse  
29/10/2002 - 03h10

Leia soneto de Gregório de Mattos sobre Salvador

da Folha de S.Paulo

Leia abaixo o soneto "Descrevo que era Realmente Naquele Tempo a Cidade da Bahia", sobre Salvador, escrito por Gregório de Mattos:

"A cada canto um grande conselheiro,
Que nos quer governar cabana e vinha;
Não sabem governar sua cozinha,
E podem governar o mundo inteiro.

Em cada porta um bem freqüente olheiro,
Que a vida do vizinho e da vizinha
Pesquisa, escuta, espreita e esquadrinha,
Para o levar à praça e ao terreiro.

Muitos mulatos desavergonhados,
Trazidos sob os pés os homens nobres,
Posta nas palmas toda a picardia,

Estupendas usuras nos mercados,
Todos os que não furtam muito pobres
E eis aqui a cidade da Bahia."

Leia mais:
- Introdução: Viagem sem fim
- Aventuras de um Nobel
- Viajando na escola
- Pré-História: O Nordeste remoto pintado nas rochas
- Historinha primitiva
- Sítios arqueológicos do Nordeste: o que visitar e quando
- É ali na esquina
- Etiqueta de Indiana Jones
- Sul das Missões: Sul de muitas colonizações
- Caminhos do Sul
- Caminhadas pelas Missões
- Rio da Monarquia: Cheia de histórias mil
- Ciclo do Ouro: O caminho da riqueza
- Poesias Gerais
- Barroco Baiano: Barroco a céu aberto
- Bahia com H
- Sátira e religião marcam literatura baiana
- Entenda o barroco
- Leia soneto de Gregório de Mattos sobre Salvador
- São Paulo na História: São Paulo, da colônia ao caos
- A primeira estrada pavimentada do Brasil

     

Copyright Folha de S. Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).