Jair Oliveira, Tania Khalill e filhas lançam terceiro CD infantil

'Espelho Meu' será tocado nos dias 17 e 18, às 16h, em shows no YouTube

São Paulo

Pais que foram crianças nos anos 1980 têm duplo motivo para procurar pelo músico Jair Oliveira, 45, no YouTube: o primeiro é matar as saudades do grupo Balão Mágico, sucesso do qual ele fez parte à época, quando era chamado de Jairzinho.

O segundo é conhecer seu projeto atual, chamado Grandes Pequeninos, só de músicas infantis. Dele e de sua mulher, a atriz Tania Khalill, 43.

O terceiro álbum do casal de canções para crianças, “Espelho Meu”, será lançado nos dias 17 e 18, às 16h, em shows gratuitos no YouTube, com o CD vendido a R$ 15.

“As novas músicas falam de como precisamos olhar para dentro de nós, para nossos medos e sonhos”, afirma Tania. “E de como devemos ver o mundo de forma mais leve e divertida, sem máscaras. A não ser a de proteção da Covid”, diz a atriz, que é formada em psicologia e fala sério sem perder o bom humor.

A atriz Tania Khalill, o músico Jair Oliveira e as filhas do casal, Laura (à esq.) e Isabela
A atriz Tania Khalill, o músico Jair Oliveira e as filhas do casal, Laura (à esq.) e Isabela - Caroline Biazotto/Divulgação

Juntos há 20 anos, eles começaram a se voltar a esse universo quando Tania estava grávida da primeira filha, Isabela, 13. Jair compunha para ela músicas sobre nascimento, amamentação, hora do banho, de dormir.

Tania o incentivou a gravar um álbum, que concorreu ao Grammy Latino em 2010. Nesse início, as músicas tiveram participações do pai do cantor, Jair Rodrigues (morto em 2014), da irmã, Luciana Mello, e de amigos como Seu Jorge, Simoninha, Max de Castro e Pedro Mariano.

Tania e Jair fizeram do álbum um espetáculo de teatro, que ficou um ano em cartaz. Em 2011, nasceu a segunda filha, Laura, e os clipes passaram a ser de desenho animado.

Nascidas e criadas entre ensaios do Grandes Pequeninos, as duas participaram de gravações e de espetáculos teatrais. “Comparo isso à minha história. Como filho de cantor, eu também fui criado no meio da música e acabei naturalmente me interessando”, diz Jair.

O canal Grandes Pequeninos tem mais de 320 mil inscritos, e a visualização de alguns vídeos ultrapassa 27 milhões. Um dos mais vistos é o da música “Normal É Ser Diferente”, que fala de diversidade e de aceitação e é sucesso entre professores, que a utilizam em trabalhos pedagógicos.

A Netflix, que já colocou os clipes musicais no catálogo, terá a presença do casal em um episódio da “Estação N”, série com experiências científicas para crianças que estará no ar neste mês.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.