Festival de teatro infantil pela internet tem vários países e dura 1 semana

Apresentações ao vivo ou gravadas estarão disponíveis gratuitamente pelo YouTube e começa nesta sexta (4)

São Paulo

Quem já ouviu falar da história do copo que está com água pela metade? Ele está meio cheio ou meio vazio? As duas respostas estão certas, depende de como você pensa, e esse é um jeito de representar o otimismo e o pessimismo.

Pois então, esse símbolo vale para anunciar um festival internacional de teatro para crianças e jovens que acontece até a próxima sexta-feira, dia 11. Copo meio vazio: as apresentações serão on-line. Copo meio cheio: apesar de todas as dificuldades deste ano, poderemos ver peças infantis e juvenis de qualidade, inclusive de outros países.

Além dos brasileiros, haverá grupos da Bélgica, Itália, Alemanha e da Argentina no 14º Festival Internacional da Cia. Paideia de Teatro, que tem São Paulo como base. Com o mundo todo vivendo a crise da Covid-19, os atores tiveram de se adaptar ao distanciamento social tanto nos ensaios quanto nas apresentações.

Algumas peças internacionais foram gravadas, mas haverá também espetáculos ao vivo pelo YouTube, todos gratuitos. A programação completa está em paideiabrasil.com.br/festival2020/.

De costas, Chapeuzinho Vermelho entra numa porta, com a Lua ao fundo
Cena de "Capuccetto Rosso" (Chapeuzinho Vermelho), da Companhia La Luna Nel Letto /Tra il Dire e il Fare Associação Cultural (Itália) - Tea Primiterra/Divulgação

Dentre as internacionais, tem uma Chapeuzinho Vermelho da Itália, “Cappucccetto Rosso”. Ninguém precisa se preocupar com tradução. Primeiro, porque todo mundo conhece esse conto, mas também porque esse espetáculo se concentra na linguagem do corpo, ou seja, os atores, sem falar ou falando bem pouco, se movimentam de forma que compreendemos a história.

Essa versão, da Companhia La Luna Nel Letto, investe na dança e em jogo de luzes, além de citar de pinturas, como as de Leonardo da Vinci e Goya.

Também sem palavras é o espetáculo de um argentino titereiro —é assim que se chama o artista que trabalha com marionetes. Premiado na Argentina e em outros países, Omar Alvarez se apresenta com bonecos criados com reciclagem.

Homem manipula bonecos, um com cabeça de telefone e outro de relógio
Cena de "Tic Tac, el Heróe del Tiempo", da Compañia Omar Alvarez Títeres (Argentina) - Julián Aguirre/Divulgação

A peça se chama “Tic Tac, el Heróe del Tiempo” (“Tic Tac, o Herói do Tempo”) e tem também projeções de imagens. A técnica utilizada nas filmagens é a stop motion, em que se fotografa o mesmo objeto, normalmente feito de massinha, várias vezes, com pequenas mudanças em sua posição. Quanto as fotos são exibidas rapidamente na sequência, temos a impressão de movimento. Um dos filmes feitos assim é “A Fuga das Galinhas”.

Entre os nacionais, tem a história de um palhaço que faz dos cruzamentos de ruas de uma grande cidade o seu picadeiro, que é o nome daquele espaço do circo onde os artistas se apresentam. Ele ensaia em um terreno baldio, até que um garoto chega se oferecendo para ser seu ajudante.

“Pepé, O Pequeno Palhaço” é da Cia. Paideia, grupo criado há 22 anos pelo diretor Amauri Falseti e pela atriz Aglaia Pusch e é responsável pela organização desse festival internacional de teatro .

Com a recente piora da pandemia, decidiu-se, nesta quinta-feira (3), véspera da estreia do festival, que tudo seria pela internet. “Claro que não é a mesma coisa, o teatro precisa da plateia”, diz Aglaia. Copo meio vazio. “Por outro lado, o número de pessoas que podem assistir é muito maior”. Copo meio cheio.

Serviço

14º FESTIVAL INTERNACIONAL DA PAIDEIA DE TEATRO PARA A INFÂNCIA E A JUVENTUDE

QUANDO: até 11 de dezembro
ONDE: online no YouTube da Cia Paideia de Teatro
Programação completa em paideiabrasil.com.br/festival2020/

SÁBADO (5)
16h
“Pescadora de Ilusão”
Grupo: Los Lobos Bobos
Amigas saem em defesa da Clarice Lispector quando os peixes do filho da escritora morrem por ela ter esquecido de alimentá-los

“Maria e os Insetos”
Grupo: Companhia Delas de Teatro
Garota curiosa sai para explorar florestas e acompanha o processo da metamorfose da borboleta

Atriz maquiada segura dentes de tubarão à sua frente
Cena de "Bertoldo, o Tubarão que Queria Ser Gente, Uma Experiência Brechtiana" - Alexandre Virgilio/Divulgação

“Bertoldo, o Tubarão que Queria Ser Gente, Uma Experiência Brechtiana”
Artistas variados
Tubarão é aconselhado por professor a prender peixes em uma gaiola e a ensiná-los a nadar pacificamente dentro de sua boca

“Pepé, o Pequeno Palhaço”
Grupo: Cia. Paideia
Palhaço faz do cruzamento de ruas de uma grande cidade seu picadeiro e ensaia em um terreno baldio até um garoto surgir e se oferecer para ser seu ajudante

DOMINGO
11h
“A Travessia de Maria e seu irmão João”
Recontagem do clássico João e Maria, recontada pelo escritor Neil Gaiman, os garotos são refugiados e passam fome em razão da guerra
Grupo: Cia. Arthur-Arnaldo

16h
“Pepé, o Pequeno Palhaço”
“Bertoldo, o Tubarão que Queria Ser Gente, uma Experiência Brechtiana”
“Maria e os Insetos”
“Pescadora de Ilusão”

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.