Descrição de chapéu Todo mundo lê junto

Qual filme de animação vai ganhar o Oscar?

Conheça a história do prêmio mais importante do cinema e faça sua aposta

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Tudo começou em 1927, ou seja, 94 anos atrás. Sim, essa é uma história antiga. E foi lá na Califórnia, um estado nos Estados Unidos, onde ficam os principais estúdios de cinema.

Um grupo de diretores, produtores, atores, atrizes e outras pessoas interessadas em filmes fundou a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Dois anos depois, em 1929, esse grupo organizou um jantar para 250 pessoas e fez a sua primeira festa de premiação.

Ainda não chamava Oscar. Aliás, na verdade, na verdade, não chama até hoje, Oscar é o apelido do troféu. O nome é Prêmio da Academia.

Mas a estátua que os ganhadores levam pra casa tem a forma de um homem careca pelado e dourado, de 33 centímetros, em pé e em cima de um rolo de filme (essa é outra história de antigamente, quando os filmes eram feitos em, bem, filmes, que vinham em rolos e depois de gravados tinham que ser revelados. Pergunte para algum adulto se tiver curiosidade).

E a origem do apelido do prêmio tem algumas explicações. Na mais famosa, uma secretária chamada Margaret disse assim, quando viu a estatueta: "Parece meu tio Oscar!". Em inglês, Oscar se fala Óscar, com o "o" inicial com som de "ó".

Mas pode ser também invenção de um colunista chamado Sidney, que escreveu "Oscar" num jornal pela primeira vez em 1934. Tem ainda a versão de uma atriz famosa, Bette Davis, que jurava que era a autora do apelido, porque, visto de costas, o troféu lembrava o marido dela, Harmon Oscar. Vai saber...

O fato é que o Oscar é o prêmio que todo mundo que faz cinema sonha em ganhar. E tem várias categorias, entre elas a mais legal de todas: filme de animação. Sabe o que é, né? Filmes que não tem gente ou bicho de verdade, e sim desenhos, massinha, colagens.

O primeiro filme de animação premiado aposto que você já viu: "Shrek". O japonês "A Viagem de Chihiro" também foi vencedor. "Procurando Nemo" ganhou o Oscar, "Ratatouille", "Toy Story 3", "Frozen", "Divertidamente", todos eles levaram o trofeu para casa.

A cada ano, um longa de animação é eleito, entre cinco que são escolhidos para disputar o prêmio máximo do cinema. No próximo domingo (25), bem tardão da noite, vai ser revelado o premiado de 2021.

Os candidatos são "Soul", "Wolfwalkers", "Dois Irmãos", "A Caminho da Lua" e "Shaun, o Carneiro: A Fazenda Contra-Ataca". Aí embaixo tem um comentário e uma foto de cada um deles, pra você conhecer ou lembrar, e fazer a sua aposta. Qual deve levar a estatueta do careca dourado?

'Soul', nova animação da Pixar
'Soul', animação da Pixar - Divulgação

"Soul" Este é o título que a maioria dos críticos acha que vai ser premiado. A história é bem diferente para um filme de animação. Para começar, não tem nenhuma personagem criança. Nem adolescente, nem mesmo jovem. O protagonista é o Joe, um pianista de jazz que trabalha como professor de música em uma escola de Nova York. Ele bem que tenta fazer seus alunos se apaixonarem por música como ele, mas não consegue. Um dia, Joe faz um teste para tocar com a banda de uma cantora de jazz importante e é escolhido para se apresentar com ela. No dia do show, o mais importante da vida dele, acontece um probleminha que se eu contar aqui vou estragar tudo. Só dá pra dizer que ele fica preso em um lugar bem estranho e tem como única companhia uma alma rebelde, que não quer de jeito nenhum experimentar a vida na Terra. O tema parece sério, mas tem partes muito engraçadas, de rolar de rir.

Animação Wolfwalkers
Animação 'Wolfwalkers' - Divulgação

"Wolfwalkers" Este longa está em segundo lugar na lista de favoritos dos especialistas. Ou seja, eles acreditam que tem chances de ser o vencedor. O enredo é cheio de histórias sobrenaturais, e não ganhou um título em português, assim como "Soul". Mas, no caso de "Soul" é mais fácil de entender: a maioria das pessoas sabe que "soul" significa "alma", em inglês. Mas não é só isso, "soul" é também um estilo de música, tocado principalmente pelos negros dos Estados Unidos. Já "wolfwalkers" não tem uma tradução exata para o português —"wolf" quer dizer lobo, "walkers", andadores. Não faz muito sentido traduzindo assim, mas é uma lenda bem conhecida na Irlanda, país onde se passa a história. São seres humanos com espírito de lobo, que, quando dormem, se transformam no animal. Neste filme, Robyn, uma garotinha inglesa, filha de um caçador, se muda com o pai para uma vila na Irlanda, onde ele é contratado para matar os lobos da região, que assustam os moradores. Lá, ela fica amiga de uma menina original e aventureira de uma tribo misteriosa da floresta, que vive rodeada de lobos.

Filme 'Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica'
Filme 'Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica' - Divulgação

"Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica" Cheio de ação e aventura, este roteiro tem dois irmãos, como o título já deixa a gente saber, no centro da trama. E se passa em um mundo diferente do nosso, onde existem unicórnios, elfos, centauros, fadas, mágica... Mas não é nada como a gente imagina. De tão acostumados com esses seres fantásticos e os poderes da magia, os moradores desse mundo deixaram a fantasia quase morrer. Os unicórnios reviram as latas de lixo atrás de comida e brigam entre si, os centauros gordinhos preferem andar de carro a usar suas próprias patas e as fadas andam de motos e só fazem maldade. Ian e Barley, os dois irmãos, são elfos, mas vivem de uma maneira muito parecida com a nossa. Vão para a escola, assistem TV em casa, a mãe trabalha. Mas eles não tem pai. Quer dizer, tiveram um pai, que era marido da mãe, mas ele ficou doente e morreu quando Ian, o caçula, era bebê. Ele nem se lembra. Mas os dois conseguem uma oportunidade de trazer o pai de volta à vida por um dia, e partem em uma missão cheia de obstáculos para ter essa chance.

Filme "Shaun the Sheep - Farmageddon"
Filme 'Shaun the Sheep - A Fazenda Contra-Ataca' - Divulgação

"Shaun, o Carneiro: A Fazenda Contra-Ataca" Essa é a continuação do ótimo "Shaun, o Carneiro", de 2015, você se lembra? Com personagens feitos de massinha, contava a história de Shaun, um carneiro que um dia, do nada, decide, junto com os outros animais da fazenda onde mora, tirar um dia de folga. Dá tudo errado, e o fazendeiro, dono deles, acaba na cidade grande, onde sofre um acidente e perde a memória. Se você não viu ainda, corra para assistir. O primeiro filme fez tanto sucesso que virou uma série de TV. Dá pra ver os episódios na Netflix. Quando conhecer melhor os moradores da fazenda, vai gostar muito mais do filme de agora, uma ficção científica cheia de ação e comédia. E os mesmos personagens. Quer dizer, fora o extraterrestre, que não existia até então. Ele é Lu-la (nada a ver com nosso ex-presidente, o nome é só coincidência), e despencou do céu com nave e tudo numa floresta perto da fazenda de Shaun e sua turma. O carneiro logo se prontifica a ajudá-lo a voltar para o planeta de onde saiu, mas a Ministra de Detecção de Aliens, uma mulher má que só ela, quer capturar o extra-terrestre de qualquer maneira. ​

Filme "Over the Moon"
Filme 'A Caminho da Lua' - Divulgação Netflix

"A Caminho da Lua" — O legal deste filme é que ele traz muitos elementos da cultura chinesa, que a gente não está tão acostumada a ver em animações para crianças, porque a grande maioria é feita tendo como referência os Estados Unidos. Aqui, a menina Fei Fei, de 12 anos, depois de perder sua mãe, planeja fazer uma nave espacial para ir até a Lua, conhecer a mítica princesa daquele satélite da Terra e provar para o seu pai que o amor verdadeiro existe, sim, e dura para sempre. Tudo isso porque o pai planeja casar-se de novo, e a Fei Fei não está gostando nada da ideia de ter uma madrasta (que parece até bem legal). Eles vivem numa cidade chinesa e têm uma loja de bolo lunar, um petisco daquela cultura que é basicamente um bolinho salgado que pode levar de recheio feijão vermelho, sementes de lótus e ovos de pata e é comido em situações especiais. Parecem diferentes do que estamos habituados a comer —e são—, mas na história são apetitosos e deliciosos. Assim como o filme, ao qual se deve assistir preparado para viver uma experiência nova e excitante.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.