Feminista conta como criou sociedade secreta de mulheres na Libéria; assista

Leymah Gbowee recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2011

São Paulo

A ativista Leymah Gbowee, uma das líderes da luta pelos direitos das mulheres na Libéria, conta como ali se formou uma sociedade secreta de mulheres, a Women Peace and Security Network, pela qual recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2011.

Mulher negra de turbante e roupa bege
A ativista Leymah Gbowee participa do Fronteiras do Pensamento em 2013 - Divulgação

Leymah não só organizou o movimento feminista como atuou no sentido de dar fim à Segunda Guerra Civil da Libéria, em 2003. Ela esteve no Brasil para participar do Fronteiras do Pensamento em 2013.

 Na temporada 2019, o ciclo de conferência do Fronteiras apresenta Graça Machel, Paul Auster, Roger Scruton, Denis Mukwege, Janna Levin, Werner Herzog, Contardo Calligaris e Luc Ferry. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.