São Paulo, segunda, 11 de janeiro de 1999

Próximo Texto | Índice

SHOW
Considerado um dos melhores trombonistas do mundo, carioca radicado em Paris toca hoje no Sesc Paulista
Raul de Souza lança seu CD no Brasil

Divulgação
O trombonista Raul de Souza, atração do instrumental Sesc Paulista



CARLOS BOZZO JUNIOR
especial para a Folha

O ano começa bem no Instrumental Sesc Paulista, com a apresentação do multiinstrumentista, compositor e arranjador carioca Raul de Souza, 55, hoje, às 18h30.
No show, gratuito, o músico, radicado na França, lança seu mais recente CD, "Rio", gravado em 98, ao lado do trombonista norte-americano Conrad Herwig e de uma banda formada por nomes do primeiro escalão da música popular instrumental brasileira. Entre eles, estão Vinícius Dorin (sax soprano), Felipe Lamoglia (sax tenor), Beto Oliveira (piano), Paulo Russo (baixo) e Lelo (bateria).
"A banda é forte, porque a música do disco pedia isso. Esse é um CD que, como o show, resgata a verdadeira música instrumental brasileira, com muito suingue e improviso. Há quem chame isso de bossa nova, mas quem for ao show vai levar um susto, porque vai ouvir muito mais do que um nome inventado, vai ouvir som de verdade", disse o compositor à Folha, por telefone, de Paris.
Considerado pela crítica internacional (revistas "Down Beat", "New York Jazz Magazine" e "Rolling Stone") um dos maiores trombonistas do mundo, o músico já tocou com Chick Corea, George Duke, Sonny Rollins e Freddie Hubbard, além de ter participado de inúmeras gravações e festivais de jazz, que lhe renderam prêmios nacionais e internacionais.
Morando e trabalhando em Paris, o trombonista não considera a possibilidade de retornar ao Brasil.
"No Brasil, o músico é tratado como uma nuvem passageira, sem respeito algum. Passei muita provação morando aí. Agora, chega. Aqui, trabalho todos os dias tocando em um clube, além de ser chamado para tocar com músicos, como o Michel Legrand, entre outros. Não existe a menor possibilidade de eu voltar a morar no Brasil", disse o inventor do souzabone, um trombone elétrico em dó, com válvula cromática.
"Vou mandar arrumar o souzabone para tocar aí no show. Desde as gravações desse CD, ele quebrou, e acabei amarrando-o com um elástico." O repertório do show inclui temas de Djavan, Toninho Horta, Oscar Castro Neves e Roberto Menescal com Ronaldo Bôscoli, entre outras.

Disco: Rio Artista: Raul de Souza Lançamento: Mix House Quanto: R$ 18, em média


Show: Raul de Souza Quando: hoje, às 18h30 Onde: Sesc Paulista (av. Paulista, 119, tel. 284-2111) Quanto: grátis





Próximo Texto | Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Agência Folha.