São Paulo, segunda-feira, 29 de outubro de 2001

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Artesãs comemoram os frutos

FREE-LANCE PARA A FOLHA

Interferências simples e inofensivas revolucionaram o trabalho das artesãs. O repertório ganhou uma avalanche de opções como o uso de cores e de novas linhas. E se antes elas se limitavam a reproduzir as mesmas toalhas brancas de mesa e bandeja que faziam suas mães e avós, agora introduziram saborosas possibilidades: camisetas, vestidos e saídas de banho em renda.
Não causa espanto, portanto, saber que a Associação das Rendeiras comemora vários feitos: o triplo de encomendas que recebia antes do projeto acontecer, 26 participantes e a sede reformada pelo prefeito. Depois do sucesso "exterior", ele resolveu provê-las de "luxos" como banheiro, água encanada e teto sem goteira. "Mudou muita coisa na nossa vida. O local de trabalho está mais agradável. A gente faz mais renda e melhor", diz Socorro. Segundo conta, cada uma demorava cerca de um mês para fazer uma camiseta, que tem o custo de R$ 10. Hoje, fazem em dez dias. (GM)


Texto Anterior: A rendeira e o estilista
Próximo Texto: 25 Mostra BR de Cinema de São Paulo -"Italiano para Principiantes: Lone Scherfig filma drama agridoce
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.