São Paulo, sábado, 09 de maio de 2009

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

RUMO A 2010

Lula afirma que PT precisa de aliança nacional com PMDB DA ENVIADA A CAMPO GRANDE
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Menos de uma semana depois de ter ouvido queixas e pressões da cúpula do PMDB, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em Campo Grande, ter clareza de que o PT "está muito próximo" de consolidar uma aliança nacional com os peemedebistas em 2010.
"Estou convencido de que precisamos construir esta aliança com o PMDB. Se vai ter problema num ou noutro lugar, nós vamos resolver individualmente. Mas nacionalmente estamos trabalhando com muito carinho para construir esta aliança", disse, em entrevista ao lado do governador André Puccinelli (PMDB), após a inauguração do Trem do Pantanal.
O ex-prefeito de Recife João Paulo, que deverá ter papel de coordenação na campanha de Dilma Rousseff (Casa Civil), minimizou ontem a importância do PMDB como aliado. "Nós ganharemos no primeiro turno com ou sem o PMDB", disse ele, após reunião do Diretório Nacional do PT. "Claro que sem o PMDB será mais apertado, mas vamos ganhar de qualquer jeito."
João Paulo disse que em alguns Estados a aliança não será viável. "Em Pernambuco, por exemplo, é impossível." Ele também criticou a ameaça do PMDB de retaliar o governo por ter perdido apadrinhados na Infraero. "Isso é o PMDB. Não adianta tentar inventar outro."


Texto Anterior: [!] Foco: Arquidiocese do Rio compra apartamento avaliado em R$ 2,2 milhões
Próximo Texto: Infraero: Jobim minimiza pressões e diz que demissões são necessárias
Índice



Copyright Empresa Folha da Manhã S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.